Entroncamento | Reunião de Câmara

COMPARTILHE
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.
Artigo anterior“Educação”, por Vasco Damas
Próximo artigo“Yayoi Kusama”, por Massimo Esposito

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here