Entroncamento | Regimento de Manutenção comemorou 13º aniversário (c/ fotogaleria)

O Regimento de Manutenção celebrou o 13º aniversário. Foto: mediotejo.net

O 13º aniversário do Regimento de Manutenção (RMan) foi comemorado esta quinta-feira, dia 7, numa manhã marcada por alocuções, distinções, homenagem aos falecidos em combate e demonstração de capacidades. A cerimónia foi presidida pelo Tenente General Comandante da Logística João Manuel Lopes Nunes dos Reis e contou com a presença do Diretor de Material e Transportes Brigadeiro General Luís António Morgado Baptista.

PUB

A chuva foi ameaçando e chegou a marcar presença na parada, mas sem forçar alterações no programa que teve início pelas 10h00, com a chegada dos convidados que, pouco depois, ocupariam a Tribuna de Honra. Representantes de entidades militares e civis assistiram à entrada do Tenente General Comandante da Logística João Manuel Lopes Nunes dos Reis, que presidiu a cerimónia, acompanhado pelo Comandante do RMan, Coronel Arlindo Neves Lucas.

Todos assistiram aos momentos em que o sol também apareceu e a divisa “Que a fama nos exalte” teve maior expressão simbólica por se tratar do aniversário da unidade militar que engloba quatro Companhias. À de Comando e Serviços (CCS) juntam-se três das de Manutenção do Exército, nomeadamente as das Forças de Apoio Geral e de Apoio Militar de Emergência (CMan / FapGer e AME), Forças Médias (CMan / NPApSvcMed / BrigInt) e Forças Ligeiras (CMan / NPApSvcLig / BrigRR).

Tenente General João dos Reis e Coronel Arlindo Neves Lucas. Foto: mediotejo.net

Entre esses momentos estiveram os discursos do Comandante do RMan e do Tenente General Comandante da Logística, tendo o primeiro caracterizado o RMan como uma “unidade jovem” cuja história “muito honra o Exército”. Para tal, nas suas palavras, contribuíram a “disponibilidade, dedicação e empenho” dos Recursos Humanos, apontados como os “mais valiosos” para tornar o Exército “credível, moderno e atrativo”.

O Coronel Arlindo Neves Lucas destacou ainda as necessidades sentidas atualmente, assim como algumas das intervenções em curso, como as melhorias ao nível da iluminação ou as obras no refeitório. Os desafios atuais são muitos, ideia corroborada pelo Tenente General Comandante da Logística João Manuel Lopes Nunes dos Reis durante a sua intervenção, na qual lembrou os tempos de infância no concelho do Entroncamento.

PUB
Militares do RMan. Foto: mediotejo.net

O RMan foi apontado como uma “unidade fundamental na logística do Exército”, sublinhando a formação e o treino que aliam o rigor e a vontade de bem servir e demonstram a forma de “ser soldado como valência técnica relevante”. Sempre, como defendeu, sem esquecer “o espírito de missão” e esse espírito – quer o dos que o demonstram atualmente, quer o dos que deram a vida em combate – foi homenageado em duas ocasiões da cerimónia.

No último caso, a homenagem consistiu na deposição de uma coroa de flores junto do Monumento aos Mortos do Serviço de Material, acompanhada por uma oração proferida pelo Tenente José Costa, capelão do RMan. No primeiro, diversos militares e civis foram agraciados com Medalhas de Mérito Militar de 3ª e 4ª classe e de D. Afonso Henriques / Mérito do Exército de 4ª classe.

Um dos momentos da atribuição de medalhas. Foto: mediotejo.net

As distinções também abrangeram a atribuição da Medalha Comemorativa das Campanhas aos ex-militares Joaquim Gonçalves (Angola 1966/67), Vasco Rebelo (Angola 1966/67), Américo Cartaxeiro (Moçambique 1966/68), António Roldão (Moçambique 1966/68), Alberto Rebelo (Guiné 1966/68). Chegou a altura em que as forças em parada, comandadas pelo Segundo Comandante do RMan, Tenente Coronel de Material José Lopes, desfilaram perante os convidados.

As mesmas eram formadas por um Batalhão de Manutenção com dois pelotões da Companhia de Manutenção das Forças de Apoio Geral do Batalhão de Manutenção e dois pelotões da Companhia de Manutenção Mista, juntamente com a Banda do Exército. A demonstração de capacidades, visita à exposição estática e almoço no Museu Nacional Ferroviário marcaram o programa que terminou no dia seguinte, com a atuação da Banda Sinfónica do Exército no Centro Cultural do Entroncamento.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here