Entroncamento | Nova esquadra da PSP começou a ganhar forma

Momento da assinatura do protocolo. Foto: mediotejo.net

A nova esquadra da PSP está mais próxima de se tornar realidade com a homologação do protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal do Entroncamento, o Ministério da Administração Interna e a Polícia de Segurança Pública. A cerimónia realizou-se esta sexta-feira, dia 11, nos Paços do Concelho e contou com a presença da Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, e do diretor nacional da Polícia de Segurança Pública, superintendente-chefe Luís Farinha.

PUB

A assinatura teve lugar no Salão Nobre e incluiu a intervenção dos representantes das três entidades envolvidas no contrato interadministrativo celebrado para a construção das novas instalações da PSP do concelho. Jorge Faria, presidente da autarquia, fez o primeiro discurso da manhã começando por referir tratar-se de “um dia importante para a nossa cidade” e “uma cerimónia histórica”.

Um momento que, nas palavras do autarca, dá resposta a “um dos anseios mais antigos” dos agentes e da população e “que dignifica o trabalho daqueles que no seu dia-a-dia colocam as suas vidas ao serviço da comunidade”. Jorge Faria destacou ainda que a nova esquadra será “moderna, dotada dos meios técnicos e humanos necessários às especificidades da nossa cidade”, assumindo-se como “elemento de vital importância na segurança e bem-estar”.

Entroncamento | Nova esquadra da PSP começou a ganhar forma
Jorge Faria durante o discurso no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Foto: mediotejo.net

A “dinâmica” diária dos agentes locais, que deve ser “mantida”, e o trabalho realizado em conjunto com estes e outras entidades no âmbito da segurança foram destacados, nomeadamente pelo contributo para uma redução global da criminalidade no concelho em 2018 na ordem dos 30%. As recentes obras de melhoramento da atual esquadra, que passará a ter sediada uma das três equipas de intervenção rápida da divisão norte da PSP, foram, igualmente, referidas.

A palavra passou de seguida para o superintendente-chefe Luís Farinha, diretor nacional da Polícia de Segurança Pública, cujo discurso teve início com a referência à sua primeira colocação policial no Entroncamento, há 29 anos. Facto que contribuiu para o “muito agrado” com que encara a assinatura deste protocolo, acrescentando que as necessidades já se sentiam na altura, mas que as condições se agravaram entretanto.

PUB
Entroncamento | Nova esquadra da PSP começou a ganhar forma
Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto. Foto: mediotejo.net

Segundo Luís Farinha, o perfil da cidade mudou nas últimas décadas, justificando a necessidade dos agentes garantirem a segurança pública com melhores condições e equipamentos e um efetivo mais adequado. A parceria com o município do Entroncamento foi sublinhada como “um bom exemplo”, a par do empenhamento dos agentes locais, dizendo que “as vicissitudes que existem são por todos conhecidas, mas não são elas que nos fazem impedir de trabalhar”.

A Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna fez o último discurso da cerimónia e referiu que o investimento nas novas instalações da esquadra da PSP do Entroncamento é “mais do que merecido” e irá potenciar “a capacidade de resposta” e a “motivação” dos agentes no desempenho da sua missão de polícia de proximidade e, por consequência, a proteção e o “sentimento de segurança” da população.

Entroncamento | Nova esquadra da PSP começou a ganhar forma
No final da cerimónia visitou-se o local onde a nova esquadra vai ser construída. Foto: mediotejo.net

Isabel Oneto agradeceu a colaboração do município, nomeadamente por assumir a responsabilidade financeira do projeto de execução, acelerando o processo que tem como próximo passo o lançamento do concurso de empreitada. A disponibilidade da Direção Nacional da PSP também mereceram destaque, assim como o trabalho dos agentes locais, realçando que “a PSP nunca deixou de fazer o seu trabalho por ter más ou boas condições, esteve sempre presente no terreno” de forma a assegurar “as liberdades dos cidadãos no seu dia-a-dia e a sua qualidade de vida”.

A intervenção terminou com a partilha da expetativa da Secretária de Estado para que o processo seja concretizado num curto espaço de tempo, seguida do repto para se meter “mãos à obra porque agora o trabalho ainda está por fazer e o que interessa é a sua conclusão”. A cerimónia terminou com a distribuição de lembranças e uma visita ao local onde a nova esquadra da PSP vai ganhar forma, junto do Centro de Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here