Entroncamento | Entre Danças juntou 80 bailarinos em palco (c/ fotogaleria)

"Portas", da Escola Es-Passo de Dança. Foto: mediotejo.net

O Centro Cultural do Entroncamento foi “invadido” pela dança no sábado, dia 11, durante o Entre Danças, o 1º Encontro de Escolas de Dança realizado no concelho. Passo a passo, os cerca de 80 alunos das cinco escolas convidadas e da escola organizadora, a Es-Passo de Dança, foram subindo ao palco e partilharam com o público as técnicas que já aprenderam.

PUB

Este sábado ficou marcado pela realização do Entre Danças, o 1º Encontro de Escolas de Dança, no Centro Cultural. Os primeiros momentos em conjunto envolveram ensaios e um workshop, após os quais o palco recebeu os formandos da escola anfitriã, a Es-Passo de Dança, e os da Academia de Dança de Sintra, da B.ballet (Lisboa), do Estúdio 3 (Rio de Mouro, Sintra), da Spa Perfection (Benavente) e do Conservatório de Música de Santarém.

A iniciativa teve o seu momento alto ao final da tarde com o espetáculo aberto ao público em geral em que os cerca de 80 bailarinos foram surgindo iluminados pelos holofotes e apresentando coreografias de dança clássica e contemporânea. Centenas de movimentos efetuados pelas crianças e jovens que fazem da dança hobbie, muitas vezes embalados pela vontade de fazer do hobbie carreira profissional.

“Vermelho e Branco”, do Conservatório de Música de Santarém. Foto: mediotejo.net

À Escola Es-Passo de Dança coube a responsabilidade de abrir e encerrar as performances com a interpretação de “China” e “Portas”, criadas por Susana Valério e Margarida Silva Ferreira, respetivamente. Entre elas surgiram a “Azáfama” e “Baila Barcelona” da Spa Perfection, “Acid Rain” e “Em busca de…” da Academia de Dança de Sintra”, “Momentos” da B.ballet, “Vermelho e Branco” e Scheherezade” do Conservatório de Música de Santarém e “Excelências e Doutores” da Estúdio 3.

Um espetáculo em que também se viajou pelo mundo através das coreografias que, nalguns casos, levaram a plateia até lugares distantes sem sair do centro cultural. Foi neste local e no final da primeira viagem conjunta das escolas de dança que Susana Valério, da Es-Passo de Dança, fez um balanço “muito positivo” da primeira edição. Segundo a bailarina e coreógrafa o dia “foi muito giro” e “acho que as escolas gostaram, nós gostámos de as receber”.

PUB
“Em busca de…”, da Academia de Dança de Sintra. Foto: mediotejo.net

A ideia de realizar esta iniciativa já tinha “muitos anos”, referiu, mas a inexistência de um espaço no concelho com as condições necessárias contribuiu para que fosse adiada. O constrangimento não impediu a realização da primeira edição e poderá deixar de existir na segunda com o regresso do Cineteatro São João à vida cultural da cidade, conforme apontou o presidente da autarquia, Jorge Faria, no final do espetáculo.

A previsão da inauguração em breve é uma boa notícia que poderá tornar-se realidade no próximo ano e não apenas para acolher o 2º Encontro Entre Danças. Susana Valério destaca que a escola de dança comemora 20 anos de existência em 2020 e revela que estão a preparar uma gala para assinalar a data simbólica.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here