Entroncamento | Cine-Teatro renovado é devolvido à comunidade em dia de aniversário do concelho (C/VIDEO e FOTOS)

Cine-Teatro do Entroncamento foi renovado e devolvido à comunidade em dia de aniversário do concelho. Foto: mediotejo.net

O dia 24 de novembro, para além de ser o dia em que se comemora o feriado municipal no Entroncamento, é uma data importante na história da cultura deste concelho. Quando o Entroncamento comemorava 20 anos de existência como município, a 24 de novembro de 1965, era inaugurado o Cine-Teatro S. João. 54 anos depois, o mesmo espaço é reinaugurado totalmente remodelado, naquela que foi uma festa “dois em um”.

Coube à Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, presidir à inauguração do espaço através do descerrar de uma placa alusiva ao ato, ao que se seguiu a Sessão Solene comemorativa do 74º aniversário do concelho em que intervieram os presidentes da Assembleia e da Câmara e a ministra convidada.

Cine-Teatro renovado é devolvido à comunidade em dia de aniversário do concelho. Foto: mediotejo.net

Perante uma plateia onde marcavam presença vários deputados, vários presidentes de câmara da região e outros autarcas, além de dirigentes de diferentes instituições, o presidente da Câmara fez um historial daquele equipamento cultural e do seu projeto de reabilitação. Na plateia estavam também o arquiteto César Ruivo, autor do projeto e um representante da empresa Canas, adjudicatária da empreitada.

Depois dos agradecimentos, realçou a “participação empenhada de todos os técnicos da Câmara que tornaram possível esta reabilitação”. Uma obra que custou cerca de 1 milhão e 550 mil euros, comparticipada em dois terços por fundos comunitários.

“Estamos a trabalhar para apresentar uma programação que seja eclética, que privilegie os espetáculos ao vivo, desde música, dança e teatro, mas que possa também incluir ciclos dedicados ao cinema não comercial e desafio desde já as associações que tenham iniciativas nesse sentido”, anunciou Jorge Faria.

PUB
Cine-Teatro renovado é devolvido à comunidade em dia de aniversário do concelho em sessão que contou com a presença da Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública , Alexandra Leitão. Foto: mediotejo.net

Acrescentou que o objetivo é haver “pelo menos dois espetáculos de dimensão nacional por mês nas áreas da música e do teatro”. Os projetos culturais no âmbito da Comunidade Intermunicipal como o “Caminhos” também ali terão lugar.

Recuando no tempo, o presidente da Câmara lembrou algumas histórias ali vividas na sua adolescência e juventude. “Esta sala agora renovada faz parte da nossa memória coletiva”. Por isso, “a Câmara tinha obrigação de a recuperar e voltar a colocá-la ao serviço da nossa comunidade”.

Jorge Faria fez questão de homenagear os anteriores autarcas que “deram o seu contributo para a comunidade”, na pessoa do antigo Presidente de Câmara, José Cunha.

Cine-Teatro renovado é devolvido à comunidade em dia de aniversário do concelho, num dia de festa que encerrou com um concerto de João Pedro Pais. Foto: mediotejo.net

Aproveitou o momento para fazer um balanço dos primeiros dois anos de mandato, mostrando-se orgulhoso pelo facto de estarem a cumprir o programa com que o próprio e a sua equipa se apresentaram ao eleitorado, ao mesmo tempo que se conseguiu reduzir o montante da dívida. “Na sua maioria, está executado, em projeto ou em execução”, congratulou-se, lembrando o slogan que norteia a gestão camarária: “uma cidade nova, uma cidade para as pessoas”.

Inauguração do Cine-Teatro S. João e comemorações do 74° aniversário do Concelho do Entroncamento

Publicado por mediotejo.net em Domingo, 24 de novembro de 2019

Na sua intervenção, a Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública congratulou-se pela obra que estava a ser inaugurada elogiando o trabalho da Autarquia.

Com o tema da transferência de competências para as autarquias em foco, Alexandra Leitão defendeu que “o futuro passa pelo reforço do papel da autarquia local”.

O presidente da Assembleia Municipal começou por dizer duas palavras que mereceram um forte aplauso dos presentes: parabéns e obrigado. “Parabéns” pela obra inaugurada (“está excelente”) e “obrigado” pelo trabalho da autarquia e de todos os intervenientes da reabilitação do Cine-Teatro.

Luís Filipe Antunes fez uma intervenção de fundo sobre o presente e o futuro da cidade e os desafios com que se deparam os autarcas. Num “dia de satisfação” e num “momento de grande significado” pelo “espaço de memórias renovado”, deixou uma palavra de reconhecimento e gratidão ao executivo. Enalteceu o “importantíssimo equipamento cultural, local de cultura e de cidadania, ponto de encontro e de festa”

Antes dos discursos foram homenageados 10 funcionários da Câmara com 15, 25 e 35 anos de serviço a quem foram entregues medalhas de bronze, prata e ouro, respetivamente.

Após a sessão solene, subiu ao palco o grupo Concórdia Música com o espetáculo “Concórdia World”. O dia de festa terminou com a atuação do músico João Pedro Pais que esgotou o novo equipamento cultural do Entroncamento.

Momento do descerramento da placa que assinalou o momento inaugural. Foto: mediotejo.net

À margem das cerimónias, Tília Nunes, vereadora do pelouro da Cultura, disse ao mediotejo.net que a programação para os próximos meses “ainda não está fechada” por isso, prefere não adiantar ainda nomes de artistas e grupos que vão passar pelo S. João.

A intenção da Câmara é trabalhar a programação por semestres. A vereadora anuncia para “dentro de dias” a divulgação da programação até junho, adiantando apenas estarem confirmados espetáculos de teatro, música e dança.

Refere também a continuação de funcionamento do Centro Cultural em paralelo, mas “para espetáculos mais intimistas e alternativos”.

Foi assim em 1965. Foto: mediotejo.net

Cine-Teatro S. João, uma sala com 54 anos

O Cine-Teatro S. João foi inaugurado no 20º aniversário da criação do Concelho do Entroncamento, a 24 de novembro de 1965, pela Companhia Nacional de Teatro, sendo representada a peça vicentina A Farsa de Inês Pereira.

Foi construído por três empresários – João Dâmaso Antunes, Rodrigo Pereira da Silva e Albano Gonçalves Nabo – que perceberam o aumento significativo da população e a consequente necessidade de uma sala de espetáculos que correspondesse ao mesmo.

Tendo falecido dois dos empresários, Albano Gonçalves Nabo decidiu constituir uma sociedade por quotas, a SECET – Sociedade Exploradora de Cinemas e Teatros, sendo parte das quotas adquiridas por sua vez pela Lusomundo.

A 2 de outubro de 1989 o Cine-Teatro S. João encerrou as suas portas com o filme “Ligações Perigosas”.

À Câmara Municipal do Entroncamento adquiriu o Cine-Teatro S. João em 1999 e em 2000 iniciou a sua recuperação. Foram colocadas cadeiras novas e chão novo e pintou-se a sala de espetáculos, o Hall e todo o exterior do edifício.

Mas em 2009 teve de encerrar por não cumprir com as exigências legais de funcionamento como sala de espetáculos

Reabriu renovado a 24 de novembro de 2019, precisamente 54 anos depois da primeira inauguração.

PUB

1 COMENTÁRIO

  1. Que pena em Abrantes, não se ter feito o mesmo com o Cine-Teatro São Pedro…
    «(…) Câmara Municipal do Entroncamento ADQUIRIU o Cine-Teatro S. João em 1999 e em 2000 iniciou a sua recuperação. (…)»
    Em vez disto foi feito um contrato de comodato de apenas (!) 19 anos e um investimento de centenas de milhares de euros com apoio do Ministério da Cultura…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here