EN2 | ‘Route 66 portuguesa’ é um dos destinos turísticos a visitar em 2019

A Estrada Nacional 2 (EN2), que atravessa o país de norte a sul, ligando Chaves a Faro ao longo de 739 quilómetros, foi destacada recentemente pela editora norte-americana Froomer’s como um dos 19 destinos a visitar em 2019. Passando por mais de 30 municípios, entre os quais alguns da região do Médio Tejo e concelhos limítrofes, caso de Sertã, Vila de Rei, Sardoal, Abrantes e Ponte de Sor, é considerada a “estrada-mãe de Portugal” pela mesma publicação.

PUB

Recorde-se que este reconhecimento surge numa altura em que a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 (AMREN2), composta por 35 municípios, tem apostado na promoção da EN2 e divulgação da mesma junto dos mercados turísticos nacionais e internacionais, sabendo-se ainda assim que é muito procurada para roteiros turísticos ou provas de ciclismo, travessias de motos ou carros clássicos, entre outros.

Em destaque surge também o concelho da Sertã, nomeadamente através do Convento da Sertã, transformado num boutique-hotel, e que é indicado como “um eixo ou ponto central” para “caminhantes, ciclistas e canoístas”, enquanto unidade hoteleira para estadia.

Potenciar o desenvolvimento económico e turísticos dos concelhos que a EN2 atravessa é o principal objetivo da Associação de Municípios da Rota da EN2

Este facto fez com que José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, se mostrasse “extremamente satisfeito” com esta distinção, considerando “ser o corolário de um intenso trabalho iniciado em 2014, onde o Município da Sertã foi co-fundador, e que passou pela criação, dois anos depois, da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2”.

Convento da Sertã Hotel. Foto: DR

A indicação do Convento da Sertã Hotel como um dos locais ideais para pernoita “são grandes notícias para a Sertã e para o seu turismo”, frisou José Farinha Nunes, que destacou “o papel dos empresários locais” na forma como este sector tem vindo a desenvolver-se de forma notável.

PUB

O autarca afirma que a EN2 é um “ativo turístico importantíssimo e uma grande janela de oportunidades, cuja validade foi percecionada, desde a primeira hora, pela Câmara Municipal da Sertã”.

A importância deste trabalho em rede tem dado “frutos consideráveis”, devido à “economia de escala que se gerou pela criação da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2”.

Todavia, José Farinha Nunes lembra que “ainda há muito a fazer na valorização turística da EN2 e estou em crer que, nos próximos anos, poderemos ter um produto sustentável, capaz de se afirmar em diferentes países”.

Município da Sertã integra a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2. Foto: CM Sertã

A indicação da EN2 como um dos 19 destinos a visitar em 2019 pela Froomer’s reveste-se de especial impacto, especialmente a nível de divulgação internacional, sendo esta  “uma editora que produz mais de uma centena de guias turísticos de todo o mundo. Desde a sua fundação, a empresa vendeu mais de 75 milhões de exemplares dos seus guias, que são reconhecidos como «autênticas bíblias dos viajantes».

Aliás, a Google chegou a deter esta marca, que voltou recentemente aos seus proprietários originais, lê-se em comunicado da autarquia sertaginense enviado ao nosso jornal.

Entre os 19 destinos turísticos selecionados pela Froomer’s, e onde se insere a icónica Nacional 2 em representação de Portugal, estão países como a França, Egito, Itália, Brasil e Singapura, e também cidades como Nova Iorque, Nagasaki ou Los Angeles (com destaque para Hollywood).

A Rota da Estrada Nacional 2 tem vindo a alcançar um destaque cada vez maior por parte da comunicação social internacional, tendo recentemente sido alvo de duas reportagens especiais por parte de uma publicação alemã e outra suíça.

Como parte integrante e fundamental desta Rota, Vila de Rei tem também ganho uma maior projeção, com especial destaque para o Centro Geodésico de Portugal.

Na edição especial “Auf allen Kontinenten” (“Em todos os Continentes) da revista alemã especializada em ciclismo RADTouren, surge a reportagem “A Caminho da Route 66 Portuguesa”. A notícia mostra o percurso da EN2 realizado em bicicleta, com passagem e paragem nos principais pontos da rota.

No diário suíço Neue Zürcher Zeitung surge a reportagem “Portugal em vez de Lisboa: quem viajar de bicicleta pela Route 66 Portuguesa vai conhecer o verdadeiro interior e o seu fascínio”.

A Estrada Nacional 2 liga Chaves a Faro numa distância de 738 quilómetros, atravessando territórios tão diferenciados como as vinhas do Douro, a zona do Pinhal e o Centro Geodésico de Portugal (em Vila de Rei, na região do Médio Tejo), as planícies alentejanas ou as praias algarvias.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here