Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa

Sardoal, janeiro de 2020 Foto: Paulo Jorge de Sousa

Acaba finalmente a agitação do dia. Já não era sem tempo.
Hoje o Senhor João queixava-se de novo à Ti Irene que a subida é tramada e que já vai cansado. E o tempo, vem sempre a conversa sobre o tempo.

Nos últimos dias tem dito que o sol ainda espreitou durante a manhã e que à tarde o frio volta.

Todos os dias eles passam aqui, todos os dias o lamento é o mesmo, mas acho que é apenas conversa fiada e a timidez do Senhor João a falar.

PUB

Pelo olhar e pela tentativa de andar sempre bem perto dela, acho que acalenta a esperança de um dia ter a coragem de lhe dizer que, afinal, aquela subida com a sua companhia não é assim tão cansativa, pelo contrário, é um prazer.

Ou então a Maria, que desce a rua em passo apressado, sem tirar os olhos do telemóvel, enquanto um automóvel apita quando ela sai do passeio sem olhar.

PUB

Vem da escola. Ela e o Bruno, o Tiago, a Alice e o Zé. Andam quase sempre juntos.
São bons cachopos. E é todo o dia isto. Uns sobem outros descem.

Ah, mas a noite chegou. Finalmente.
Pude sair da casa.
Ainda bem que choveu durante o dia.
Adoro este tempo.

Artigo anteriorFutebol | Liga INATEL – Grupos | E, F, G, H | 10ª Jornada ( última) | Resultados
Próximo artigoVoleibol | CD Fátima conquista Campeonato inter regional e faz homenagem a Duda
Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here