Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa 

Foto: Paulo Jorge de Sousa

A Esperança está perdida?  Segundo a ONU, em 2050, Portugal poderá ser o 4º país mais envelhecido do Mundo, ou seja, terá 40% da população com mais de 60 anos. Há quem acredite e há quem duvide.

PUB

Seja como for, a não serem pensadas politicas que contrariem esta marcha, estaremos mesmo condenados a ver partir  os mais novos e mais qualificados para outros países onde o conhecimento é mais reconhecido, valorizado e respeitado e onde os salários estão mais de acordo com as suas competências.

Por cá ainda assistimos a pessoas a defenderem que o setor público é mais beneficiado, que  deverá ser como o privado, nas horas de trabalho semanais, no ordenado mínimo nacional, na ADSE (é um sistema em que é financiado apenas por eles), etc etc etc. Esperaria eu que as pessoas usassem esses argumentos para exigirem ao privado a igualdade de direitos que dizem que há no público.

Trabalho em Portugal até dizem que há, mas muitas vezes com salários muito longe dos padrões mínimos que os jovens alimentaram quando andavam a estudar.  Só lhes resta uma saída: a do País.

Fotografia: Entrevinhas, Sardoal, anos 90.

PUB
PUB

Artigo anteriorFerreira do Zêzere | Zêzerovo produz mais de um milhão de ovos por dia (c/video e fotos)
Próximo artigoAno letivo | Escola Básica de Gavião é pioneira em projeto de flexibilidade curricular
Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here