Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa

Nuno Marques e a sua bandeira amarela, na Volta a Portugal em bicicleta. Foto: Paulo Jorge de Sousa

“Olha já cá está, ainda bem, o meu filho é o que vem na mota 55, vem à frente e é o que tem a bandeira amarela e eu quero uma fotografia”, disse-me São Duque, de Alcaravela, Sardoal. Estávamos em Penhascoso, Mação. Eu tinha acabado de chegar.

PUB

Passei por lá ontem, sábado, para fazer meia dúzia de fotografias da passagem da Volta a Portugal em Bicicleta. A moto 55 passou e eu fiz a foto para depois lha entregar. Mas, entretanto, olho para cima e vejo alguém no meio da estrada, de bandeira amarela na mão.

Ah, a bandeira amarela, já sei, só pode ser o Nuno Marques, o filho da São”, pensei. Não tinha percebido que ele iria estar ali em missão de controle e sinalização da Volta a Portugal em Bicicleta… É sempre interessante encontrar alguém “da terra” nestas iniciativas de âmbito nacional.

PUB

Artigo anteriorIncêndios | Está dominado o fogo que lavrou em Tomar, Abrantes e Constância
Próximo artigoTomar | Bons Sons leva mais de 50 concertos a Cem Soldos em quatro dias de festival
Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here