Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa

Escultura de Rui Fernandes, em Tomar. Foto: Paulo Jorge de Sousa

Fernando Lopes Graça e Nini Ferreira estão perpetuados em Tomar, na obra de Rui Fernandes. Aquele elemento escultórico evoca as conversas e o ambiente entre eles, centrado numa forma de comunicação que lhes permitia a troca de impressões e a discussão sobre a atualidade de então, sentados num banco de jardim, por exemplo.

PUB

Agora, acaso pudessem viajar na máquina do tempo e viessem dar cá um saltinho, devia ser interessante assistir à conversa entre ambos, quando descobrissem que já pouco ou nada se discute dessa forma e que passamos o tempo sozinhos, agarrados a uma pequena máquina e a pensar que estamos numa grande rede a falar com o mundo mas que, afinal, grande parte das vezes só estamos a falar para o nosso umbigo.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here