Constância | Solidariedade invadiu Brigada Mecanizada na Corrida de S. Silvestre (c/fotogaleria)

Um dos momentos da caminhada. Foto: mediotejo.net

A Brigada Mecanizada foi invadida pela solidariedade na tarde deste sábado, dia 15, durante a Corrida Solidária de S. Silvestre. A terceira edição da iniciativa bateu recordes em termos de participação com mais de 1000 participantes na prova de atletismo e na caminhada, assim como nas cinco toneladas de bens angariados que vão ser entregues à Loja Social de Constância para ajudar famílias carenciadas do concelho.

PUB

A Corrida Solidária de S. Silvestre, organizada pela Brigada Mecanizada, realizou-se este sábado e foram mais de mil os participantes que aceitaram o desafio para correr ou caminhar movidos pela vontade de ajudar o próximo. Militares e civis passaram a Porta de Armas do Campo Militar de Santa Margarida (CMSM) durante a tarde munidos de bens alimentares e não só, levando a uma verdadeira invasão de solidariedade.

Foram entregues mais de cinco toneladas de donativos. Foto: mediotejo.net

A terceira edição bateu os recordes em relação ao ano anterior quer no número de participantes, que subiu de 750 para mais de 1000, e na quantidade de bens angariados para ajudar as famílias carenciadas de Constância através da Loja Social do concelho. O número estabelecido nas três toneladas já tinha sido atingido antes da iniciativa começar. A meio da iniciativa tinha subido para cinco, juntando donativos dos participantes e das empresas, que este ano também foram convidadas a aderir.

A solidariedade foi chegando com os participantes vindos de todo o país, sobretudo do distrito de Santarém, seguidos pelos que partiram de Lisboa, Leiria e Porto. Cerca de um terço chegou para a caminhada e os restantes fizeram o aquecimento para competir nos diversos escalões da prova de atletismo em nome individual ou em representação de clubes desportivos. Gente de todas as idades, desde os atletas mais novos (a partir dos 10 anos) ao caminhante mais velho (com 75), teve a “bênção” das madrinhas desta edição.

Uma das partidas da Corrida Solidária de S. Silvestre. Foto: mediotejo.net

A piloto Elisabete Jacinto assumiu o papel pela segunda vez consecutiva e para a jornalista Patrícia Matos, natural de Santa Margarida da Coutada, foi uma estreia. Ambas acompanharam a tarde em que foram recolhidas tampas de plástico para ajudar Beatriz Morgado – menina de Vila Nova da Barquinha conhecida por Pipoca que sofre de paralisia cerebral – e o grupo “Dreamers” do projeto Ganhar Asas E6G brindou os presentes com uma atuação, incluindo os mais pequeninos que pulavam nos insufláveis.

PUB

Conversámos em direto com Elisabete Jacinto a poucos minutos do início da primeira prova, a dos Benjamins, que levou ao primeiro lugar do pódio Miguel Ferreira e Ana Sofia Marcelino. Seguiram-se a dos Infantis, vencida Bruno Caldeira e Luísa Burgette, a dos Iniciados, vencida por Rodrigo Martins e Constança Santos, e a dos Juvenis, vencida por Diogo Silva e Mariana Carvalho. A caminhada teve início antes dos Juniores, Seniores e Veteranos serem chamados para partir em conjunto.

3a Corrida Solidária de S. Silvestre da Brigada Mecanizada

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 15 de dezembro de 2018

Conversámos em direto com Elisabete Jacinto, madrinha da Corrida de S. Silvestre pelo segundo ano consecutivo

O escalão Juniores foi conquistado por Tiago Leote e Beatriz Ferreira e o dos Seniores por Alexandre Silva e Sílvia Santos. Quanto aos Veteranos 1, foram Marco Francisco e Maria José Pinto que se destacaram, tendo a atleta batido o recorde feminino com a marca de 35:12 e superado os 35:28 de Filipa Moutinho, estabelecidos em 2016. O recorde masculino continua a pertencer a Bruno Paixão, que detém a marca de 28:04 desde o ano passado. Ao lugar cimeiro do pódio também subiram os Veteranos 2 Jorge Correia e Paulina Heleno e os Veteranos 3 Rui Perdigão e Fernanda Pratas.

A prova desportiva teve a participação da Companhia de Comandos que está a ser aprontada no CMSM e vai ser projetada para a República Centro Africana. Facto apontado ao mediotejo.net pelo Comandante da Brigada Mecanizada, sublinhando o espírito solidário dos 180 militares e do próprio Exército que, numa ótica de “proximidade com as populações”, se encontra tanto presente em várias missões internacionais, como a trabalhar preventivamente no âmbito dos incêndios florestais.

O ponto central da iniciativa foi o pavilhão desportivo. Foto: mediotejo.net

Questionado sobre o sucesso desta edição – em que as inscrições tiveram de ser fechadas antes do dia – o Brigadeiro-General Eduardo Mendes Ferrão referiu que “o grande recorde foi ver muito mais gente feliz e alegre connosco num dia em que Santa Margarida tem as portas abertas, ou melhor, mais abertas”. Quanto aos recordes do próximo ano, referiu que mais importante do que subir os números dos donativos seria baixar o número de pessoas a necessitar de apoio.

Ideia reiterada no discurso durante a entrega de prémios, no qual enalteceu a relação com a Câmara Municipal de Constância, representada pelo presidente Sérgio Oliveira e outros elementos do executivo. Igualmente presente esteve António Paulo Teixeira, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Constância, que esta segunda-feira recebe os bens angariados com que a Loja Social vai ajudar mais de meia centena de famílias do concelho.

Partilhamos alguns dos momentos que marcaram esta edição da Corrida Solidária de S. Silvestre:

PUB

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here