Constância | Pomonas Camonianas regressam para homenagear o poeta

Pomonas Camonianas. Foto: mediotejo.net

Já vai na 24ª edição a atividade Pomonas Camonianas, “um grandioso evento cultural que pretende homenagear Camões, a época em que o épico viveu e a sua ligação à vila de Constância”, e que decorre este ano de 8 a 10 de junho, de sábado a segunda-feira, feriado nacional, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

PUB

À volta de uma exposição-venda das flores e dos frutos referidos pelo poeta na sua obra (mercado quinhentista), desenvolve-se um variado programa de atividades de poesia e dança, conferências, concursos de pintura, uma caminhada, entre outras iniciativas desenvolvidas pela Câmara, Agrupamento de Escolas e Casa-Memória de Camões.

“Constância tem com Camões uma muito antiga e arreigada relação de afeto, fundada na plurissecular tradição de que o épico terá vivido na vila durante algum tempo, aqui tendo escrito parte da sua produção poética”, explica a autarquia.

Sobre as ruínas que o povo aponta como tendo sido as da casa que o acolheu, foi erguida a Casa-Memória de Camões que visa perpetuar a memória do poeta em Constância e transformar-se, a prazo, num Centro de Estudos Camonianos.

Evocam também o épico, o Monumento a Camões do mestre Lagoa Henriques e o Jardim-Horto Camoniano, desenhado pelo arquiteto Gonçalo Ribeiro Teles, que apresenta a maior parte das plantas referidas por Camões na sua obra e é considerado um dos mais vivos e singulares monumentos erguidos no mundo a um poeta.

PUB

Desde há 24 anos que pelo 10 de junho, Dia de Camões, Constância celebra o poeta e a sua relação com ele, realizando as Pomonas Camonianas. Dinamizam a atividade os alunos de todos estabelecimentos de ensino do concelho, da creche à escola secundária, incluindo a Universidade Sénior, com a colaboração dos seus professores, dos pais e encarregados de educação, das animadoras e do pessoal não docente, representando figuras da época, animam o mercado, declamam poesia e apresentam danças quinhentistas, numa manifestação festiva de apropriação coletiva da memória de Camões.

O programa das XXIV Pomonas Camonianas apresenta ainda danças quinhentistas, recitais de poesia, mostra de Ofícios d’ Época, espetáculos musicais, orientação noturna, tabernas quinhentistas, concursos e exposições de pintura, culminando na segunda-feira com a deposição de coroas de flores no monumento a Camões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here