Constância | Leo Middea estreou palco do Cabral Moncada no arranque dos Caminhos da Água (C/VIDEO)

Foi com o artista brasileiro Leo Middea que arrancou a terceira edição do Caminhos da Água, na noite de 12 de julho. Leo estreou o palco do Largo Cabral Moncada, em Constância, um espaço requalificado na vila histórica e inaugurado a 31 de maio, com um concerto calmo mas absorvente.

PUB

A noite quente e agradável que se fazia sentir conjugou com o ritmo tropical, acompanhado de sotaque brasileiro, com que o artista presenteou os ouvintes. Sempre acompanhado da sua guitarra, Leo Middea cantou maioritariamente temas da sua autoria, não se negando, no entanto, a trazer um ou outro tema de nomes sonantes e seus conterrâneos, como foi o caso de um tema de Caetano Veloso.

O músico “acabou” o seu concerto com a canção “Meu Público”, do seu último disco, que retrata o início da sua vida musical, quando as dúvidas em seguir uma arriscada carreira eram muitas. Consonante com o título do tema, o artista revelou em entrevista que o público português, ao contrário por exemplo do brasileiro ou argentino, é mais atento e, “quando assiste a um cantor que não conhece, pára para para perceber o que é, escuta e fica atentos a essa nova descoberta”.

Contudo o público, como já é praxe, pediu por mais uma canção e o artista acedeu para, desta vez, cantar “Bairro da Graça” um tema que retrata a sua vida quando chegou a Portugal e foi viver para o Bairro dos Anjos, perto do Bairro da Graça, em Lisboa. No final do concerto, o artista interagiu com o público, deu autógrafos e vendeu alguns discos.

O músico confessou em entrevista que adorou o concerto, que “a energia deste lugar (Constância) é muito bonita, e o público estava super atento, interagindo, ouvindo, achei que havia uma resposta positiva do público quando eu tocava. O ambiente aqui é sensacional, adorei.”

PUB

Leo Middea é um jovem cantor e compositor brasileiro que, após ter passado pela Argentina, veio para Portugal mostrar o seu talento. Das suas músicas emergem temas como viagens, medos, paixões, sonhos e desgostos, enfim, o que define a experiência humana.

Este concerto insere-se no projeto Caminhos da Água, com mais eventos a decorrer tanto durante este fim de semana como no próximo, dias 19, 20 e 21 de julho, numa atuação que contou com a presença de Miguel Pombeiro, secretário executivo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT).

O responsável revelou que, com este projeto, o que se pretende essencialmente é “estimular a itinerância artística, também pelo próprio território. Desta feita, neste ciclo houve um maior envolvimento dos municípios e portanto, nesse sentido, este é talvez um dos momentos diferenciadores num projeto que se pretende de continuidade e que marque a diferença pela sua qualidade”, destacou.

Hoje, dia 13 de julho, o Largo 1º de Dezembro, em Vila Nova da Barquinha, recebe às 18h00 o circo contemporâneo Cirque Rouages. Também hoje, a Mimo’s Dixie Band leva a mistura do seu estilo musical dixieland dos anos 20 com o gesto mímico, as artes circenses e a comédia até Dornes, Ferreira do Zêzere, às 14h30. Por seu lado, a Companhia Ome Dual leva o circo a descobrir até ao Jardim das Lagoas, em Alcanena, às 21h30. Meia hora mais tarde, o largo Cabral Moncada em Constância volta a receber um concerto, desta vez de Manel Cruz, ex-vocalista dos Ornatos Violeta.

O dia de domingo começa na Praia Fluvial Olhos d’Água, em Alcanena, às 10h00, com um cinema insuflável, com sessões de hora a hora até às 18h00. Os Avanti Display realizam as suas duas atuações neste dia, estando uma marcada para as 11h00 na Praia da Bairrada, Ferreira do Zêzere e outra no Largo 1º de Dezembro, em Vila Nova da Barquinha, às 21h00. O Circo Rouages volta a atuar, desta feita às 17h00, na zona ribeirinha de Constância.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here