Constância | Casa do Povo de Montalvo ganha fôlego com novos dirigentes

António Ramos é o novo Presidente. Foto: mediotejo.net

Um mês depois de estar fechada devido a um vazio diretivo, a Casa do Povo de Montalvo, uma das coletividades mais importantes do concelho de Constância, reabriu com novos dirigentes. Às eleições realizadas no dia 27 de abril apresentou-se uma única lista encabeçada por António Ramos, responsável pela secção de futebol da coletividade.

PUB

Após a tomada de posse no dia 1 de maio, a Casa do Povo reabriu portas no dia 3 para satisfação de sócios e moradores já que a coletividade funciona como ponto de encontro e de convívio.

“Esta casa é grande demais para estar fechada”, disse o novo presidente em declarações ao mediotejo.net, realçando o importante papel social que tem a coletividade em Montalvo.

A coletividade funciona como ponto de encontro e de convívio. Foto: mediotejo.net

António Ramos, que há cerca de 14 anos está ligado à Casa do Povo sendo responsável pela secção de futebol, procurou formar uma equipa diretiva em quem tem absoluta confiança. Para a elaboração da lista diz que fez “um mix entre pessoal novo, pessoal com vontade e pessoal com experiência”.

Para gerir uma Casa com um orçamento anual de 15 mil euros, em que as receitas são escassas, é fundamental o espírito voluntarista dos dirigentes. São eles que garantem a abertura do bar três dias por semana (sexta, sábado e domingo) de modo a conseguir mais algumas verbas.

PUB

Para António Ramos o apoio da Câmara também é fundamental sobretudo para manter a secção de futebol onde a aposta vai para as camadas jovens. Atualmente movimenta 77 atletas dos 4 aos 13/14 anos.

O novo presidente da Casa do Povo faz questão de dar ênfase “à vertente social que esta casa sempre teve”. Numa zona onde não existe qualquer instituição de apoio a idosos, a coletividade assume um papel social importante. Exemplo disso é o projeto Movi-Senior que procura dinamizar as pessoas de mais idade.

Depois do futebol é a secção de cicloturismo que mais sócios movimenta. Por coincidência, no dia em que visitámos a Casa do Povo, decorreu um almoço de convívio de cicloturistas, depois de uma volta pela região, com 93 participantes.

“Prioritário é manter as atuais atividades”, defende António Ramos, mas é intenção alargar as áreas de atuação da Casa do Povo de Montalvo.

E logo neste início de mandato, surgiu a ideia de dar apoio aos peregrinos que nesta altura se deslocam para Fátima. De 9 a 12 de maio, a Casa do Povo vai abrir as portas aos peregrinos, fornecendo comida, alojamento e banho, ainda na lógica do apoio social referida pelo novo presidente.

É intenção dos novos dirigentes manter a organização dos festejos carnavalescos, que já fazem parte da imagem de marca da Casa.

António Ramos, 50 anos, é Sargento Chefe em serviço na Brigada de Reação Rápida sedeada em Tancos. Oriundo de uma aldeia perto de Castelo Branco, optou por vir viver para Montalvo desde que foi colocado naquela unidade militar há cerca de 14 anos. Desde então sempre esteve ligado ao associativismo, agora com responsabilidades acrescidas.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here