Constância | Biblioteca Municipal comemora 25 anos com várias iniciativas

Biblioteca Municipal de Constância. Foto: CM Constância

A Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill de Constância comemora 25 anos de funcionamento no atual edifício na quinta feira, dia 4 de abril, com várias iniciativas culturais.

PUB

O período da manhã será dedicado aos mais jovens que poderão assistir à iniciativa 25 Poemas para Ajudar a Crescer, leituras dramatizadas por João Morales.

A partir das 15 horas, o evento será aberto ao público em geral e englobará, às 15 horas, um percurso pelo passado e pelo presente da BMAO, incluindo visita aos espaços mais secretos da Biblioteca, meia hora depois a apresentação da 6ª Edição do Concurso Literário Alexandre O’Neill, às 16 horas a exibição do filme comemorativo dos 25 Anos de idade “Parabéns BMAO: 1994/2019” e, por fim, o Bolo de Aniversário.

A Biblioteca Municipal de Constância, atual Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill, foi inaugurada a 4 de abril de 1994, passando a integrar a Rede Nacional de Leitura Pública. O edifício resultou da transformação da antiga escola primária e, anos mais tarde, Paços do Concelho.

Antes de passar para o edifício atual, a biblioteca já existia há quatro anos noutro edifício, mas era um espaço muito reduzido, de acesso pouco funcional e cujas instalações já não comportavam nem o volume das obras adquiridas, nem a afluência dos seus utilizadores. Por isso, a Câmara sentiu necessidade de encontrar uma solução para o seu desenvolvimento, sendo a Biblioteca transferida para o local onde atualmente se encontra.

PUB

O edifício foi construído em 1912-17 para ser escola de ambos os sexos e habitação das professoras. Durante 70 anos este edifício cumpriu as funções para que foi construído. Nos finais dos anos 80 passou a servir provisoriamente de Paços do Concelho. Após ser remodelado no seu interior, em 1994 passa a acolher a Biblioteca Municipal.

Para a autarquia “este é um dos edifícios mais significativos do património construído do concelho, herança da I República, símbolo da instrução e da cultura, casa que conheceu várias funções, todas elas de relevante interesse público”.

A obra de transformação foi feita na sequência do contrato-programa celebrado entre o município de Constância e a Secretaria de Estado da Cultura, através do então Instituto Português do Livro e da Leitura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here