Chamusca | CDS questiona Governo sobre ligação IC3/A13

Eco-Parque do Relvão. Chamusca. Foto: DR

Os deputados do CDS-PP Patrícia Fonseca e Hélder Amaral questionaram o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas sobre a ligação do IC3/A13 à nova travessia do rio Tejo na Chamusca.

PUB

Na pergunta enviada à tutela, os deputados centristas querem saber se o Ministro Pedro Marques “considera, ou não, que a ligação do IC3/A13/A23 entre Vila Nova da Barquinha e Almeirim é uma obra prioritária” e por que motivo esta intervenção “não ficou prevista no Programa Nacional de Investimentos 2030”.

Os deputados do CDS-PP questionam depois “se está perspetivada a realização desta obra e, se sim, para quando se prevê o início dos trabalhos”.

Consideram que “o Ecoparque do Relvão, na Carregueira, Chamusca, constitui um cluster ambiental estratégico para o centro do país, reunindo um conjunto de empresas de tratamento de resíduos, alguns deles perigosos”. Patrícia Fonseca e Hélder Amaral alertam que “não obstante o crescimento significativo deste parque industrial, o maior constrangimento ao seu desenvolvimento são as reduzidas acessibilidades rodoviárias, problema conhecido desde o início, mas cuja resolução está planeada desde a primeira hora”.

Para os deputados centristas, “o fechar do IC3, ligando a A23 à A13, de Vila Nova da Barquinha a Almeirim, com uma nova travessia do rio Tejo, tem sido identificado em vários documentos como uma prioridade em termos de investimentos infraestruturais no país (desde o RN2020, PETI3, PROT-OVT).”

PUB

Realçam que “este troço permitirá retirar a pressão sobre vias nacionais e caminhos municipais que atravessam localidades e não estão preparados para tráfego pesado, em particular a EN118, com óbvios danos à qualidade de vida das populações e à competitividade das empresas da região, ao que acresce o elevado risco ambiental pelo facto de muitos desses veículos pesados transportarem resíduos perigosos”.

No final da pergunta, relembram os eleitos do CDS-PP que “no recentemente divulgado Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030, não consta este investimento, considerado estratégico e essencial para o desenvolvimento económico do parque ambiental da Chamusca”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here