Chamusca | Câmara vai processar organização do evento taurino que foi cancelado

O presidente da Câmara Municipal da Chamusca vai apresentar queixa por difamação à organização do concurso de recortadores que estava prevista para sábado, dia 5, na Praça da Chamusca, e que foi cancelado em cima da hora, gerando fortes protestos por parte dos espectadores.

PUB

Está em causa o facto de alguns promotores do espetáculo – Arte Lusa em parceria com a Associação Eh!Toiro – terem acusado a Câmara e o presidente da autarquia de não terem pago o aluguer dos toiros para o espetáculo e por isso este foi anulado.

No entanto, “a Câmara Municipal da Chamusca não tem nada a ver com o evento”, garantiu o presidente Paulo Queimado durante a reunião do executivo do dia 8 de outubro.

O jornal digital mediotejo.net conseguiu confirmar que Paulo Queimado vai apresentar queixa, pessoalmente enquanto presidente da Câmara, por difamação, havendo outra queixa em nome do Município contra a organização do evento.

O autarca garante que, por parte do município, não houve quaisquer compromissos, nem orais nem escritos, quanto ao pagamento dos toiros.

PUB

Conforme explicou na reunião de Câmara, na tarde do espetáculo estava noutro evento no concelho e nessa altura recebeu um telefonema do responsável pela empresa Arte Lusa a solicitar a comparência do presidente na Praça de Touros para se resolver o problema.

Com base nesse telefonema, o empresário terá apresentado também uma queixa crime contra o presidente da Câmara por alegadas ameaças.

Os vereadores da oposição Gisela Matias (CDU) e Rui Rufino (PSD) lamentaram que o nome da Chamusca mais uma vez fosse notícia pela negativa. O eleito do PSD defendeu que a câmara tem de apurar responsabilidades para limpar o seu bom nome.

“Isto tem de ser esclarecido no sítio certo. A situação vai ser dirimida em tribunal”, tranquilizou o Presidente Paulo Queimado, esclarecendo que o papel da Autarquia foi apenas o da divulgação do evento como fazem com todos os que se realizam no Concelho.

Na reunião do executivo, o vereador Rui Ferreira (PS) lamentou que algumas pessoas fossem à bilheteira reclamar o dinheiro do bilhete que lhe tinha sido oferecido.

O espetáculo dos recortadores integrava o programa do centenário da Praça de Touros da Chamusca.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here