Cernache do Bonjardim | União de Freguesias e IVS distinguiram alunos em final de tarde intimista

Foto: mediotejo.net

Cernache do Bonjardim viveu um final de tarde especial, no Auditório José Matias Correia, com uma cerimónia de reconhecimento e mérito aos alunos da vila com dose dupla. A União de Freguesias não quis ficar de fora, e uniu-se ao Instituto Vaz Serra na entrega de prémios e diplomas aos jovens que se distinguiram pelo seu aproveitamento escolar, espírito de iniciativa, talento e cidadania e solidariedade, entre outros.

PUB

António Lagoa, o recente Diretor Pedagógico do Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim, abriu a cerimónia realizada em dezembro mencionando ser “um dia importante para todos os alunos distinguidos” e “que ficará guardado na vossa memória para a vida”.

Enalteceu, no seu discurso, o “trabalho dos alunos e professores no ano lectivo 2017/2018” o que “permitiu reconhecer o valor do trabalho em equipa”.

Deixou ainda uma palavra a todos os que fizeram e fazem parte do percurso académico destes alunos, caso de Carlos Miranda, “pelo seu prestimoso e inegável contributo enquanto [ex-] diretor pedagógico”, realçando “a sua visão para uma escola de futuro, o seu humanismo no trato com alunos, pais, professores e toda a comunidade, que fez da nossa escola uma escola aberta para a vida”.

“Inspirados em ti e por ti, ao longo de muitos anos, na constante partilha de ensinamentos e experiências, queremos que a nossa escola continue a ser um lugar de conquistas, de aprendizagem, de crescimento, de felicidade, cujo objetivo primordial é o de formar alunos cujos alicerces sejam bases sólidas de conhecimento e de saber”, disse agradecendo ao seu antecessor tudo o que fez pelo IVS.

PUB

“A escola deve ser uma janela aberta para a vida e para o futuro”, salientou, dirigindo-se depois aos alunos agraciados com os diplomas e prémios de mérito.

António Lagoa pediu que “continuem a empenhar-se na permanente melhoria dos vossos resultados escolares e quando os ventos não forem favoráveis, não se esqueçam que fomos nós, portugueses, que inventámos há séculos uma forma de navegar contra o vento. É no querer e na determinação que as contrariedades são vencidas. E não será o vento contrário que vos irá impedir de continuar a lutar pelos vossos sonhos”.

Já Filomena Bernardo, presidente da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, lembrou e citou o falecido presidente daquela União de Freguesias, Diamantino Calado Pina, que inaugurava todas as cerimónias deste género com a expressão “Cernache do Bonjardim é uma terra de tradições culturais, de santos, de padres, de bispos, de aventureiros, de marinheiros, de homens de negócios, com um passado que muito nos honra”, para de seguida referir que Cernache do Bonjardim também deve muito a pessoas que ali não têm a sua naturalidade, referindo-se em particular a Carlos Miranda, ex-Diretor pedagógico do Instituto Vaz Serra.

Atual vereador da CM Sertã pelo Partido Socialista, Carlos Miranda também interveio na sessão, agradecendo as palavras a si dirigidas, citando versos de um fado de Amália Rodrigues. “Eu nunca cheguei a partir, eu continuo sempre aqui com o IVS”, concluiu.

A presidente da União de Freguesias prosseguiu, justificando a participação na cerimónia de entrega de diplomas “após a informação recebida sobre o aproveitamento escolar dos alunos”, indicada pelas direções quer do Instituto Vaz Serra, quer do Centro Escolar São Nuno de Santa Maria, como forma de reconhecimento “da dedicação aos estudos, comportamento social e cívico”.

Os prémios, uma placa com o nome de cada aluno distinguido, um tubo para arquivarem os diplomas que forem recebendo e um livro sobre a vila de Cernache do Bonjardim, visam servir como “estímulo” ainda que “simbólicos”, explicou a autarca, notando que “um dia, quando forem mais velho irão dar valor aos prémios que receberam” sendo um “forte motivo para continuarem o percurso da mesma forma como fizeram até aqui, com empenho e orgulho”.

Dando início à entrega de prémios de mérito da União de Freguesias, avançou-se para o Prémio de Excelência Francisco Antunes da Silva, que foi entregue pela sua esposa, Lucinda Antunes da Silva, à aluna Eva Maria Vitorino.

Francisco Antunes da Silva, falecido em 2017, foi recordado como cernachense, aluno do IVS, fundador da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cernache do Bonjardim, presidente da Assembleia Geral do Centro Social de São Nuno de Santa Maria e da Associação de Caçadores da Zona do Pinhal. A nível nacional, exerceu cargos de governação pelo PSD, tendo também sido deputado da Assembleia da República, e fez parte da administração de várias empresas.

O prémio instituído visa “preservar e honrar a sua memória” para que “possa servir de fator de motivação ao cumprimento dos objetivos das associações e da sua terra”, tendo sido agraciado um aluno pela família de Antunes da Silva.

Por sua vez, Lucinda Antunes da Silva frisou que “a educação é a base fundamental da vida de cada um de nós e como tal a base de uma carreira sólida e de sucesso profissional, bem como do saber pessoal. Espero ter conseguido transmitir um pouco da importância que este prémio teria para o meu marido, e que tem para mim e para a minha família (…) Lembrem-se que nada é impossível e como era hábito Antunes da Silva dizer: um bem-haja a todos!”.

Prémios entregues pela UFCBNP:

– Prémio Diamantino Calado Pina / Melhor aluna do Ensino Secundário: Matilde Damas

– Melhor aluno do Ensino Profissional, no curso de Desporto: Carlos Coelho

– Melhor Aluna do 3º ciclo do Ensino Básico: Eva Silva

– Melhores alunos do 2º Ciclo do Ensino Básico: Diogo Vasconcelos, Maria Inês Vieira, Leonor Mendes

– Melhor Aluna do 1º ciclo do Ensino Básico: Margarida Henriques

Prémios Especiais do IVS associados a figuras ilustres da vila:

– Prémio Mérito Escolar São Nuno Álvares Pereira: Matilde Moreira

– Prémio Participação e Iniciativa Libânio Vaz Serra: Carlos Coelho

– Prémio Solidariedade e Intervenção Cívica D. Manuel Joaquim da Silva: Cláudio Rafael dos Santos, Alexandre dos Santos, António Francisco, Adelino Lopes, Diogo Rosa Santos, Hélio Pires, Tiago Martins, Vasco Mendes

– Prémio Mérito Desportivo Fernando Vaz Serra: Carlos Coelho, David Reis, Narciso Silva Ramos, Zelito Bom Jesus Mengo, Catarina Martins Ferreira, Taíssa Silva

– Prémio Mérito Artístico e Cultural Túllio Victorino: Diogo Vasconcelos

– Prémio Aplicação e Esforço Dr. Gil Marçal: António Pedro

Foram ainda entregues os diplomas referentes ao Quadro de Honra de Aproveitamento do IVS, no ano letivo 2017/2018, bem como distinções por turma, por ações de solidariedade e cívicas.

Estiveram igualmente presentes na cerimónia os vereadores da Câmara Municipal da Sertã Mário Barata Simões, Cláudia André e Carlos Miranda (ex-diretor pedagógico do IVS), Maria Alice Coluna, presidente da Assembleia de Freguesia da UFCBNP, José Carlos Fernandes, diretor do Agrupamento de Escolas da Sertã e Sónia Gama, Diretora-adjunta do IVS.

Filomena Bernardo mostrou-se otimista quanto ao futuro da comunidade educativa cernachense, desejando que em 2019 se possa repetir esta cerimónia partilhada.

“Consideramos esta iniciativa muito importante, já que se destina a premiar-vos e a incentivar-vos a continuarem a trabalhar. E é nossa obrigação reconhecer o vosso mérito, assim como também o esforço dos vossos pais e dos professores, principalmente nestas águas ultimamente tão tempestuosas e menos simpáticas que o IVS está a atravessar. Mas como guerreiros que somos e da terra de Nuno Álvares Pereira, o Condestável, havemos de ultrapassar”, afirmou Filomena Bernardo, acrescentando que o IVS “sempre tendeu para a promoção da educação de qualidade e compensadora da desigualdade de oportunidades”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here