Crónicas

“Antepasto”, por Armando Fernandes

Antes do salto a pés juntos no Novo Ano vou procurar apoios falados e manuseados no intuito de o sonhado salto sair perfeito, ou...

“Excessos e brilhos”, por Vasco Damas

Na ressaca de mais um Natal de excessos onde gastámos o dinheiro que não tínhamos para comprar as coisas que não precisávamos, encontramo-nos já...

Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa

Dizem que é a árvore de natal portuguesa que se vê de mais longe. Sendo assim ou não, o que interessa é a sua...

“Olha, Pai Natal”, por Adelino Correia-Pires

Olha, Pai Natal Este ano não quero prendas. Não quero jogos, nem música, não quero jóias, nem roupas, nem sequer vou viajar. Não te quero cá Pai Natal. Quero antes...

“Família e Amigos ou simplesmente Natal”, por Vasco Damas

Bem sei que é quase Natal mas também sei que estão todos cansados de crónicas repletas de luzes e de brilhos tradicionais da época....

“Natal: uma ementa”, por Armando Fernandes

A ementa abaixo descrita foi apresentada num dia de Natal há sessenta anos. Muitos leitores, felizmente, recordam-se de na altura ainda persistir uma aura...

“FIÚZA, Premium”, por Armando Fernandes

Notável vinho? À interrogação a resposta é óbvia e fremente: eis um tinto denso, grávido daquela ânima vivaz, seivosa, a perdurar na nossa memória...

“Dizer não à solidão”, por José Rafael Nascimento

Dentro de dias celebramos o Natal (Dies Natalis ou Natalis Domini), uma festa cristã com raízes na tradição pagã de adoração do deus Sol...

“Memórias da minha aldeia-presépio”, por José Martinho Gaspar

Sempre guardei recordações muito especiais da aldeia onde nasci, como qualquer passarito tem boas lembranças do vale onde começou a voar. Porém, só terei...

À Descoberta | Fauna do Médio Tejo

Petinha-dos-prados (Anthus pratensis) De todos os passeriformes que nos visitam no Outono e Inverno, esta ave é certamente um dos mais abundantes, estando presente em...

“A minha carta para o Pai Natal”, por Berta Silva Lopes

“Querido Pai Natal, Eu sou a Berta. Este Natal só queria fazer xixi em paz na casa de banho e também dormir na minha cama...

“Partiste, mas eu fico com um pedacinho de ti”, por Hália...

Nunca estamos preparados para a partida de alguém antes do tempo. A morte inesperada primeiro surpreende-nos, depois choca-nos, depois revolta-nos. Porquê? Queremos saber o...