Calor | Serviços de Saúde lançam recomendações para crianças e idosos resistirem ao calor

Foto: David Monje | Unsplash

Todos os distritos de Portugal continental, à exceção de Faro, estão até ao final do dia de sexta-feira sob aviso amarelo, o menos grave, por causa do calor, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

PUB

Em nota informativa, Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo, lembra que esta é uma situação perigosa, uma vez que o excesso de calor provoca com frequência a desidratação e a descompensação das doenças crónicas, atingindo em especial as crianças e pessoas idosas, doentes ou acamadas.

Para se evitarem as complicações associadas às altas temperaturas, muitas vezes de enorme gravidade, ou até de morte, a melhor solução será afastar essas pessoas da causa do problema, isto é, assegurar a sua permanência em locais frescos e fazer com que bebam água suficiente para não desidratarem. 

Assim, os serviços de saúde pública do Médio Tejo vêm apelar à população e em particular às famílias e amigos de pessoas que habitam casas sem condições de conforto, sem ventilação apropriada para fazer face a estas situações, que vivam sozinhas ou tenham por companhia pessoas em situação semelhante (idosos com doença crónica e acamados), que se disponibilizem para retirar essas pessoas dos seus locais habituais de permanência, nos dias de ocorrência destes dias de muito calor, que se prevê estendam até esta quarta-feira à noite.

Trazer um pai, um familiar, um amigo para a nossa casa durante um período (necessariamente curto) em que ele corre perigo de vida, ou assegurar que durante esses dias de calor ele permanecerá em lugares frescos e apropriados à sua condição de pessoa fragilizada, é um ato de solidariedade e cidadania que, estamos certos, ninguém recusará.

PUB

Essa é a forma mais eficaz de combater as consequências nefastas para estes dias de muito calor. A manutenção da saúde de cada um de nós é uma responsabilidade coletiva. Ajude as pessoas em risco. 

CONSELHOS 

Durante estes dias, e até às 22:00 desta sexta-feira, a temperatura do ar no Médio Tejo será muito elevada. Se é familiar ou cuidador de idosos, em especial se forem doentes crónicos ou acamados, tenha em atenção estas indicações da Delegada de Saúde do Médio Tejo.

Os idosos devem: 

  • Ingerir líquidos frescos com frequência, em especial água e sumos naturais de fruta (evitar bebidas com açúcar e alcoólicas); 
  • Beber pelo menos 1,5 litros de água por dia, em intervalos regulares; 
  • Fazer refeições mais frequentes (5-6 por dia), leves e pouco condimentadas; 
  • Vestir roupa leve, larga e fresca, adequada ao Verão; 
  • Evitar fazer atividades físicas, saídas ou exporem-se ao sol nas horas de maior calor, isto é, entre as 11 horas e as 17 horas; 
  • Usar menos roupa na cama; 
  • Pulverizar com água a face e todas as partes descobertas do corpo (podem usar um nebulizador de água). 

Mantenha o local onde os idosos se encontram o mais fresco possível:

  • Durante o dia, feche as janelas e as persianas (ou portadas), enquanto a temperatura exterior for superior à interior, para não entrar ar quente;
  • Ao entardecer, quando a temperatura exterior for inferior à interior, abra as janelas provocando correntes de ar para arrefecer a habitação;
  • Se possível, à hora de maior calor, lance água nos terraços, varandins, telhados e outras superfícies envolventes da habitação;
  • Escolha a divisão mais fresca para a permanência dos idosos durante a hora de maior calor;
  • Se nas divisões da casa onde permanecem pessoas idosas a temperatura ambiente for superior a 25º, use ventoinhas para facilitar o arrefecimento;
  • Se houver sistema de climatização (ar condicionado), mantenha a temperatura ambiente agradável, não superior aos 25º centígrados.

SINAIS DE ALERTA   

Modificação do comportamento habitual, grande fraqueza e/ou fadiga, dificuldade recente em se mobilizar, tonturas, vertigens, perturbações da consciência, convulsões, náuseas, vómitos, diarreia, cãibras musculares, temperatura corporal elevada, sede e dores de cabeça.

Caso  tenha  dúvidas  ou  precise  de  esclarecimentos  adicionais,  contacte  o Médico de Família ou o Serviço Saúde 24 (Tel. 808 24 24 24).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here