Basquetebol | Chamusca Basket assegura manutenção na primeira divisão nacional

Chamusca Basket assegurou manutenção na primeira divisão nacional de seniores. Foto: DR

A equipa senior do Chamusca Basket Clube assegurou no fim de semana a manutenção no campeonato da primeira divisão nacional de basquetebol ao vencer o Portimonense, clube que desceu à segunda divisão, a par do Cruz Quebrada. Na antecâmara dos campeonatos profissionais (Liga e Proliga), a Chamusca continua a ser o clube referência no basquetebol no distrito de Santarém.

PUB

Em declarações ao mediotejo.net, Manuel Azevedo, treinador da equipa sénior e coordenador desportivo do Chamusca Basket Clube, disse que a manutenção “foi muito importante para o clube e para os atletas, num campeonato muito exigente e competitivo”, onde pontificam equipas como o Algés, Queluz, Atlético, Olhanense, Almada ou Física de Torres Vedras, entre outras.

Com 14 equipas federadas (8 masculinas e 6 femininas), o Chamusca Basket assenta o seu trabalho no basquetebol de formação, sendo a equipa sénior composta essencialmente por jogadores formados no clube e naturais da Chamusca e de outros pontos do distrito, como de Torres Novas, Entroncamento, Abrantes e Santarém.

O treinador, de 49 anos, reconhece o bom trabalho desenvolvido no Chamusca Basket ao nível do basquetebol no distrito de Santarém, salientado igualmente o esforço que se desenvolve em localidades como Abrantes, Torres Novas, Cartaxo, Entroncamento e Santarém.

Manuel Azevedo falou ainda sobre este último jogo perante o Portimonense e fez também um balanço do que foi a época desportiva do Chamusca Basket.

PUB

“Depois dos dois jogos iniciais do play out entre o Chamusca Basket (10.º) e o Portimonense (13.º) da fase regular da primeira divisão nacional em seniores masculinos, e onde o fator casa pouco significou, porque nos dois primeiros jogos os visitantes averbaram vitórias, na casa dos seus opositores”, no passado sábado e “perante uma moldura humana muito significativa, a nossa equipa soube manter os equilíbrios entre os momentos de ataque nunca perdendo a organização defensiva”, tendo averbado uma decisiva vitória por 75-62.

Durante a fase regular da competição a equipa chamusquense viu-se privada de alguns jogadores importantes, “uns por lesão, outros devido a compromissos profissionais”, facto que nunca permitiu que a equipa tivesse um maior equilíbrio e estabilidade refletindo-se essa situação na classificação final, tendo registado algumas derrotas por escassos pontos, facto que condicionou a equipa a ter que jogar o play out de manutenção na primeira divisão nacional.

“Este play out foi um pouco o reflexo do que foi este campeonato, onde a maioria das equipas, disputaram os jogos até ao apito final, com diferenças pontuais a revelarem muito equilíbrio entre as mesmas, facto que para o campeonato e para o modelo de competição pode ser uma mais valia para o basquetebol português”, defendeu.

Para o treinador, que também orienta a seleção distrital de sub-16, este campeonato é uma “excelente rampa de lançamento para equipas ou atletas que pretendam levar o basquetebol mais a sério no seu dia a dia, com estatísticas, jogos online, arbitragens de qualidade, muito público a assistir à maioria dos jogos, e alguns jogadores com mais experiência enquadrando os mais jovens”, tendo elogiado a Federação Portuguesa de Basquetebol “pela forma como enquadrou a prova”.

“Quanto à nossa equipa, formada unicamente por jogadores da formação do clube, ou de clubes do distrito de Santarém, com inclusão de um jogador jovem brasileiro que foi a primeira época que treinou e jogou como sénior, este projeto será muito importante manter-se e se possível solidificar-se já que permite a muitos jovens manterem a prática do basquetebol a um nível superior de prática”, notou.

“Também sendo a única equipa do interior do País a disputar a competição engrandece e prestigia a manutenção agora alcançada, demonstrando que o trabalho e o compromisso podem disfarçar as fragilidades naturais e normais de estarmos longe dos grandes centros mas também no recrutamento de jogadores que possam constituir mais valias para a equipa”, observou o técnico, que concluiu com um agradecimento à autarquia da Chamusca –“que nos apoia e incentiva a nunca desistir”, e também aos “fiéis adeptos pela sua presença constante em quase todos os jogos”.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here