Associação Zero satisfeita com intenção de demolição de barragens obsoletas

O presidente da associação ambientalista Zero, Francisco Ferreira, congratulou-se hoje com a Reavaliação do Plano Nacional de Barragens, nomeadamente com a intenção do ministro do Ambiente em demolir açudes e barragens obsoletos.

PUB

Francisco Ferreira reagia desta forma à entrevista do ministro do Ambiente ao jornal Público, na qual João Matos Fernandes admitiu que o ministério já encontrou 10 barragens que poderão ser demolidas nos próximos dois, três anos.

“Nesta questão há boas notícias. Não em relação ao plano, mas à ideia que já defendemos de demolir açudes e barragens obsoletos que são obstáculos e que neste momento já não fazem sentido manter, além da questão da reavaliação das mini-hídricas que estão previstas”, disse Francisco Ferreira em declarações à Lusa.

Para o ambientalista, a questão crucial são as grandes barragens, em particular as decisões do Governo em relação a Fridão e à cascata do Tâmega.

“Era fundamental que o Governo reunisse, concertasse e ouvisse os principais atores que defendem a sua construção e aqueles que a contestam porque há novos argumentos, novos contras, novas ideias e perspetivas e sabemos também que há limitações por parte do Governo em interromper as obras e as dificuldades orçamentais, há centenas de milhões de euros a ser pagos de indeminização se as várias barragens não forem construídas”, frisou.

PUB

Francisco Ferreira sublinhou ainda que o assunto merece “esclarecimento célere” já que o Plano Nacional de Barragens tem de ficar concluído até dia 31 de março.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here