Alcanena | Voto de reconhecimento a Bombeiros por não cortarem comunicações com CDOS

FOTO: mediotejo.net

O executivo municipal de Alcanena aprovou por unanimidade na reunião de 17 de dezembro, segunda-feira, um voto de reconhecimento aos Bombeiros Municipais de Alcanena e aos Bombeiros Voluntários de Minde por não terem cortado as comunicações com o comando distrital de operações e socorro (CDOS), na sequência das medidas de protesto definidas pela Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

PUB

A presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS), referiu ter-se colocado a par dos diplomas em discussão e não concordar com a atuação da LBP na questão, não tendo esta chegado a discutir o tema com o município.

Num texto lido na introdução da sessão, Fernanda Asseiceira refere que o município, em diversas reuniões com as entidades envolvidas, tem dado contributos para a discussão dos diplomas aprovados em Conselho de Ministros, concordando com estes na generalidade.

“O único diploma sobre o qual manifestou alguma reserva, tendo também tomado essa nota, refere-se à reestruturação da orgânica da ANPC – Autoridade Nacional de Proteção Civil, pelo facto de, no Distrito de Santarém, a coordenação distrital se revelar eficaz e exemplar, considerando que a divisão por comunidades intermunicipais exigirá uma duplicação de meios e recursos”, avançou.

Neste sentido, a “Câmara Municipal de Alcanena, não concorda com a posição da Liga dos Bombeiros Portugueses, em instigar as corporações dos Bombeiros do concelho a alterarem a sua forma de operacionalização, no que à comunicação à estrutura de comando distrital diz respeito, sem ter ouvido o Município de Alcanena sobre a matéria, numa posição de prepotência e de falta de respeito pela entidade que, no concelho, é a autoridade máxima de proteção civil. Nunca em nenhum momento, procurou esta entidade, diálogo com o Município de Alcanena”.

PUB

“A Câmara Municipal de Alcanena tem as maiores e melhores referências dos Corpos de Bombeiros e seus comandos, do Distrito de Santarém, quer sejam municipais, quer sejam voluntários”, frisa. Assim “censura por isso a atuação da Liga, na sua tentativa de interferência na comunicação entre as corporações de Bombeiros do Concelho de Alcanena e o Comando Distrital, por considerar que podem estar em causa a segurança de pessoas e de bens, no concelho de Alcanena”.

A presidente propôs um voto de reconhecimento aos Bombeiros de Alcanena e de Minde “pela sua atitude de responsabilidade e de respeito, pelas entidades com que, durante todo o ano articulam diretamente, procurando garantir as melhores condições de funcionamento e operacionalidade, no garante da proteção e da segurança da população do concelho de Alcanena”.

Esta posição foi partilhada pela oposição dos Cidadãos por Alcanena, manifestando Gabriel Feitor concordância com as palavras da presidente, face a problemas que já se registaram a nível nacional devido ao corte de comunicação de algumas corporações com os comandos de socorro. “O que esta aqui em causa é o bom senso”, afirmou.

1 COMENTÁRIO

  1. “podem estar em causa a segurança de pessoas e de bens, no concelho de Alcanena”? Ai sim? Nota-se bem quando não se sabe bem do que se fala… É os políticos a falarem do que não sabem e o Jaime Marta Soares a pensar que representa os bombeiros voluntários, venha o diabo e escolha…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here