Alcanena | Plano Estratégico Educativo Municipal prioriza educação e formação da comunidade (c/vídeo)

Fernanda Asseiceira, Presidente da Câmara Municipal de Alcanena. Foto: mediotejo.net

O Plano Estratégico Educativo Municipal de Alcanena (PEEMA), apresentado publicamente na quarta-feira, procura potenciar os recursos e as parcerias existentes no concelho por entender a educação e a formação como essenciais no desenvolvimento da comunidade, sendo um documento orientador de prioridades, objetivos e ações a desenvolver.

O PEEMA – Plano Estratégico Educativo Municipal de Alcanena, documento que define prioridades, objetivos e ações ao nível da comunidade educativa, cidade e território com sucesso sustentável, foi apresentado publicamente numa sessão realizada esta quarta-feira, dia 4 de dezembro, no Cine-Teatro São Pedro, em Alcanena, numa sessão a que assistiram representantes da comunidade educativa e de entidades convidadas, além dos técnicos da Câmara e da equipa que ajudou a elaborar o documento.

Inicialmente estava prevista a presença e intervenção da Secretária de Estado da Educação, mas Susana Amador não pôde participar por motivos pessoais.

Coube a Fernanda Asseiceira, presidente da Câmara Municipal de Alcanena, abrir a série de intervenções começando por destacar a importância do setor da educação para o Município. “Se há área que no nosso Concelho tem uma estratégia é a da educação”, realçou, elogiando o trabalho desenvolvido pelo Agrupamento de Escolas. Deu como exemplo a recente distinção como “a melhor escola da Europa a ensinar Ciências e Tecnologia”.

Apresentação do Plano Estratégico Educativo Municipal de Alcanena

Publicado por mediotejo.net em Quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

De seguida intervieram Ana Cláudia Cohen, diretora do Agrupamento de Escolas de Alcanena – para quem o Plano vai funcionar “como uma Bíblia”, e Miguel Pombeiro, secretário executivo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, que apresentou o PEDIME – Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal da Educação no Médio Tejo.

PUB

A vereadora do pelouro da Educação, Maria João Gomez, apresentou as linhas mestras do PEEMA e o seu processo de elaboração, intervenção complementada logo de seguida por Valdemar Almeida, Consultor da Equipa do PEEMA, da Universidade Católica do Porto.

Ao longo da tarde, diferentes oradores desenvolveram os vários eixos estratégicos e respetivas linhas orientadoras do documento.

A vereadora da Câmara de Alcanena com o pelouro da Educação, Maria João Gomez, disse à Lusa que o plano surge no âmbito do aumento das responsabilidades dos municípios na área da educação, obrigando a uma maior agilização de recursos humanos, materiais e financeiros, mas também a uma maior partilha e colaboração entre os diferentes parceiros e agentes educativos.

O plano, já aprovado pela Câmara e pela Assembleia Municipal, decorre de uma candidatura ao Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar, tendo contado com a colaboração de uma equipa da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica do Porto e com o envolvimento de um conjunto alargado de parceiros locais, adiantou.

Vereadora Maria João Gomez. Foto: mediotejo.net

Delineando um conjunto de ações em cinco eixos estratégicos, o documento define como objetivos estratégicos a afirmação da identidade do território, o enquadramento da organização do sistema educativo, o estimular da aprendizagem e da inovação, a melhoria das qualificações dos munícipes, a monitorização e avaliação das políticas e projetos educativos, a qualificação das instituições educativas e a racionalização dos recursos.

Os eixos estratégicos incluem ações no âmbito da “educação e património local” (colocando o património natural como contexto de aprendizagem), da “valorização dos recursos e serviços educativos do município”, da “educação para o desenvolvimento pessoal e social”, da “qualificação e formação ao longo da vida” (com oferta de cursos profissionais e formação de adultos) e da “promoção do sucesso educativo” (através dos projetos do Agrupamento de Escolas de Alcanena).

A diretora do Agrupamento de Escolas de Alcanena (AEA), Ana Cláudia Cohen, salientou a importância da parceria criada ao longo de um processo que permitiu envolver um vasto leque de entidades (autarquia, escolas, instituições de saúde, de emprego e formação, empresariais, IPSS) e, perante o levantamento de dados efetuado, “ver como, em conjunto, se pode potenciar o sucesso educativo, fixar alunos e dar resposta aos seus anseios”.

Ana Cláudia Cohen, Diretora do Agrupamento de Escolas de Alcanena. Foto: mediotejo.net

Ana Cohen salientou que a apresentação feita hoje no cineteatro S. Pedro visa “trazer a comunidade para esta causa”.

Ao longo do processo de elaboração do plano educativo concelhio, o AEA construiu o seu próprio projeto educativo, com metas concretas, aproveitando o facto de ser um dos agrupamentos que iniciou, há três anos, a flexibilidade curricular (o que lhe permite ter até 25% de currículo local), que está a testar a avaliação em semestres e que tem em curso uma parceria com a associação Materiais Diversos, com projetos com artistas em todos os níveis de ensino.

O Plano Estratégico Educativo Municipal de Alcanena prevê, nomeadamente, ações com o Centro Ciência Viva do Alviela, para aproveitamento do património natural do concelho como contexto de aprendizagem, a criação, pelo município, de dois percursos interpretativos em torno do tecido económico local (curtumes e têxteis), bem como de módulos de aprendizagem sobre património cultural/natural nas Atividades de Enriquecimento Curricular, a promoção do relacionamento intergeracional “através da partilha de saberes, valores e experiências socioculturais”, e a criação de roteiros em cada freguesia.

Miguel Pombeiro, Diretor Executivo da CIMT, apresentou o PEDIME. Foto: mediotejo.net

A melhoria das escolas e a sua dotação com laboratórios de aprendizagem, o reforço e formação dos recursos humanos, a gestão do transporte escolar e dar acesso à Edubox aos encarregados de educação, são outras ações preconizadas.

No eixo da “educação para o desenvolvimento pessoal e social”, constam os projetos do AEA de residências artísticas e de parceria com a Materiais Diversos, os projetos ComParte e Ashoka (de envolvimento cívico e transformação social), o da assembleia de alunos, os de empreendedorismo, de ‘mindfulness’ e de multiculturalidade, bem como os do município de educação de públicos, do orçamento participativo jovem, de educação positiva, de promoção de alimentação saudável e atividade física, entre outros.

O plano inclui ainda, para a qualificação e formação ao longo da vida, a promoção de cursos profissionais que vão ao encontro das necessidades da comunidade, o aprofundamento de parcerias com empresas.

Para a promoção do sucesso educativo, o plano aposta na educação digital, atividades de estimulação do raciocínio e resolução de problemas, na inclusão, iniciativas de ‘coaching’, psicologia no pré-escolar, reforço da orientação vocacional, plano de formação e desenvolvimento de carreira para os professores, ações de formação para a comunidade educativa, ensino experimental das ciências, ações de promoção da leitura e de sensibilização parental, entre outras.

C/ Lusa

PUB
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here