Alcanena | Município vai ter Balcão de Inclusão

Humberto Santos e Fernanda Asseiceira assinaram protocolo para balcão vocacionado ao atendimento de pessoas com deficiência Foto: CM Alcanena

O município de Alcanena assinou na segunda-feira, 29 de abril, um protocolo de cooperação com o Instituto Nacional para a Reabilitação. Neste âmbito, será implementado no edifício da Divisão de Desenvolvimento Humano e Social um Balcão da Inclusão, com equipamentos variados adequados a utentes com algum tipo de deficiência.

PUB

O documento foi assinado pela presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, e pelo presidente do Instituto Nacional para a Reabilitação, Humberto Santos, numa sessão integrada no programa do 10º Fórum dos Recursos Sociais de de Alcanena.

Segundo o protocolo assinado, caberá ao município: fazer o atendimento qualificado dos munícipes com deficiência/incapacidade e respetivas famílias, bem como dos técnicos de reabilitação e instituições que desenvolvem qualquer tipo de atividade nesse domínio (reabilitação e participação), assegurando-lhes uma informação integrada sobre direitos e benefícios e recursos existentes para a resolução dos problemas colocados; proceder ao seu correto encaminhamento e desenvolver uma função de mediação junto dos serviços públicos e entidades privadas responsáveis pela resolução dos seus problemas, que seja facilitadora da sua intervenção junto dos utentes; desenvolver e valorizar parcerias locais que permitam articular soluções de atendimento mais eficazes;divulgar junto dos serviços, instituições e outras estruturas locais a apropriação e divulgação de boas práticas de atendimento do munícipe com deficiência/incapacidade; recolher informação que permita produzir diagnósticos de caracterização local das pessoas com deficiência/incapacidade, identificar os principais problemas existentes e promover soluções adequadas.

Aquando a assinatura, Fernanda Asseiceira frisou a vontade de tornar o município de Alcanena mais inclusivo e humano, recordando o projeto para construir um Lar Residencial do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano (CRIT) no concelho. Já Humberto Santos frisou a importância das autarquias, que são mais próximas aos problemas das suas populações.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here