Alcanena | Minde inaugura espaço dedicado à sua Memória (C/FOTOS e VIDEO)

Fernanda Asseiceira, Abílio Madeira Martins, Fátima Ramalho Foto: mediotejo.net

A “Casa da Memória”, um edifício centenário em Minde que foi alvo de obras de requalificação nos últimos cinco anos e acolhe agora o espólio dos professores Abílio Madeira Martins e Maria Cândida Nascimento, foi inaugurada este domingo, 20 de janeiro, perante uma pequena multidão que encheu o exíguo espaço, junto ao edifício da junta de freguesia.

PUB

Para além de documentação variada, o edifício alberga as encadernações de todas as edições do “Jornal de Minde”, livros dos autores da terra e várias fotografias dos antigos proprietários da moradia, ficando disponível para eventos e exposições.

O edifício rústico, de características ribatejanas, foi começado a construir na década de 20 do século passado e estava bastante degradado, com fortes indícios de que poderia ruir, quando foi adquirido em 2014 pelo executivo mindense de António Fresco.

A proposta partiu do casal Abílio Madeira Martins e Maria Cândida Nascimento, que fizeram a doação do montante necessário à aquisição do imóvel, por forma a que este pudesse albergar o património da história e cultura de Minde que adquiriram ao longo da vida.

O contrato de adjudicação da obra de requalificação do edifício foi realizado pelo montante de 144.015 euros, tendo o município de Alcanena comparticipado com 50 mil euros para aquisição do equipamento necessário ao funcionamento da “Casa da Memória” e arranjos exteriores, segundo dados fornecidos pelo município em nota de imprensa.

PUB

Depois de algumas paragens na requalificação, com várias paredes a terem que ser demolidas e reconstruídas dado o estado de ruína da estrutura, a “Casa da Memória” foi finalmente inaugurada a 20 de janeiro, mantendo a traça original, na presença da comunidade de Minde. O momento foi aproveitado para ser narrada a história do próprio edifício, outrora a casa de uma figura da terra, a “Joaquininha”.

O presidente da junta de Minde aquando o início da obra, António Fresco, deixou um agradecimento ao falecido António Augusto Coelho, que muito apoiou no projeto. “A obra está concluída”, terminou, agradecendo também aos doadores do espólio o contributo. Já a atual presidente de Minde, Fátima Ramalho, repetiu as saudações, constatando que “valeu a pena a persistência”.

“Aqui vamos poder ver como era a nossa terra, a evolução que tem sofrido ao longo dos tempos”, considerando o espaço um lugar de futuro.

Presente na sessão, Maria Cândida Nascimento manifestou satisfação por ver o desejo do marido cumprido, salientando uma “doação que fizemos em benefício de Minde”. Abílio Madeira Martins afirmou o seu alívio por ver a obra concluída e o orgulho pelo contributo deixado para a preservação da história e cultura de Minde. “Dedico a missão socio-cultural desta instituição à memória dos meus pais”, terminou.

A presidente da Câmara, Fernanda Asseiceira, encerrou a sessão inaugural, salientando no seu discurso a importância da preservação da memória e agradecendo o contributo da sociedade civil para este projeto, constatando que nem sempre as entidades públicas têm condições de executar “tudo o que precisa de ser feito”.

“Há muitas críticas, mas poucas ações construtivas”, comentou, referindo o contributo de Abílio Madeira Martins como um “exemplo de investimento cultural e enorme inteligência”.

Para além de documentação variada, a “Casa da Memória” possui uma arca, com cerca de 200 anos, de uma antiga Confraria, fotografias dos antigos proprietários, nomeadamente da “Joaquininha”, livros de autores de Minde, estatuetas, um escritório com uma antiga máquina de escrever, livros sobre Minde, entre muitos outros objetos.

Segundo explicou Fátima Ramalho ao mediotejo.net, a ideia da autarquia é digitalizar a informação do acervo para que o visitante possa ter facilmente acesso ao espólio.

O espaço fica ainda aberto para receber eventos, como exposições.

Inauguração da Casa da Memória de Minde. Intervenções oficiais

Publicado por mediotejo.net em Domingo, 20 de janeiro de 2019

 

PUB
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here