Alcanena | Executivo inicia 2019 com agradecimento por apoio a viagem à OCDE

reunião de alcanena de 7 de janeiro de 2019 Foto: mediotejo.net

Dois alunos da Escola Secundária de Alcanena, Miguel Sampainho e Guilherme Félix, de 16 anos, foram à reunião camarária de segunda-feira, 7 de janeiro, agradecer ao executivo municipal o apoio na comparticipação de uma viagem a Paris (França), onde participaram numa iniciativa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre o futuro da educação, a partir da perspetiva dos estudantes.

PUB

O Agrupamento de Escolas de Alcanena participou com dois alunos na VIII reunião do Projeto da OCDE “Future of Education and Skills: Education 2030”, entre 29 e 31 de outubro.

Os adolescentes deslocaram-se a Paris com o apoio financeiro da Câmara de Alcanena, por forma a participarem neste projeto que “pretende desenvolver um Quadro de Referência Internacional (QRI) de conhecimentos, competências, atitudes e valores que os jovens precisam de adquirir para compreender e participar num mundo que se encontra em constante mudança”, referiu na ocasião a nota de imprensa municipal.

Alcanena | Executivo inicia 2019 com agradecimento por apoio a viagem à OCDE
Guilherme Félix e Miguel Sampainho compareceram sozinhos, falando em nome do agrupamento de escolas de Alcanena. Foto: mediotejo.net

Na segunda-feira, sozinhos, Miguel Sampainho e Guilherme Félix foram agradecer o apoio em nome do Agrupamento de Escolas, dando a conhecer ao executivo municipal as impressões desta experiência além fronteiras. Entre as ideias transmitidas na sessão ficou a sensação dos jovens de que o sistema educativo se encontra um pouco “à deriva”, sem saber ainda como lidar com o impacto cada vez mais presente da inteligência artificial.

Foi ainda exposta a necessidade de uma abordagem ao ensino mais focada na realidade de cada aluno, na linha da flexibilidade curricular de que o Agrupamento de Escolas de Alcanena se tem distinguido no país.

PUB

O momento foi ainda aproveitado pelos dois alunos para darem a conhecer à Câmara um documento elaborado na escola, e entregue ao Ministro da Educação, onde se recolheram sugestões dos estudantes para melhorar o sistema de ensino de uma forma geral, a partir da perspetiva dos alunos.

Introduzir a voz dos alunos nos regulamentos internos da escolas, sensibilização e ações de formação para alunos e pais em torno dos perigos da internet e o direito à privacidade, criação de gabinete de apoio ao aluno e ações de combate ao bullying, reforço ou criação de estruturas, como clubes, onde os alunos possam desenvolver as suas capacidades ou aumentar a diversidade curricular, foram algumas das propostas.

“Vocês são o rosto de um agrupamento”, comentaria a vice-presidente Maria João Gomez (PS). Os jovens receberam os parabéns de vários dos elementos do executivo e oposição, com a presidente Fernanda Asseiceira a aproveitar a oportunidade para explicar um pouco do funcionamento daquele órgão e dos projetos que existem a nível municipal para promover a participação dos mais novos, como o Orçamento Participativo Jovem e o programa Jovens Ativos.

Ao mediotejo.net, os dois alunos descreveram a experiência em França como “enriquecedora” e “espetacular”. “Abriu-me os horizontes”, confessou Guilherme Félix, enquanto que o colega admitiu que se vê a trabalhar no futuro com entidades governamentais.

“Vimos que podemos fazer a diferença”, frisou Miguel Sampainho, sentimento partilhado pelo amigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here