Alcanena | Dívida municipal atinge mínimo de 4,9 milhões em uma década

reunião de câmara de alcanena de 22 de abril de 2019 Foto: mediotejo.net

*retificado às 15h00 de 24 de abril de 2019

PUB

Segundo os dados avançados pela presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS), durante a reunião camarária pública de 22 de abril, segunda-feira, a dívida municipal de médio e longo prazo atingiu no final de 2018 os 4,9 milhões de euros, o valor mais baixo da última década de gestão socialista e menos 2,3 milhões que em 2017. A oposição dos Cidadãos por Alcanena acabaria a elogiar o esforço realizado, não obstante algumas críticas deixadas às opções tomadas, votando pela abstenção.

Com a dívida a médio e longo prazo nos 4,9 milhões, a redução foi de mais de 70% desde que o executivo PS tomou posse em 2009, constatou Fernanda Asseiceira, quando o passivo municipal rondava os 20 milhões. A dívida total, contabilizando o montante a curto prazo, encontra-se nos 5,5 milhões, obtendo o município um saldo de gerência de 552 mil euros. Os prazos de pagamento situam-se nos 11 dias.

Uma situação financeira, frisou a presidente, “que nos deve orgulhar do trabalho desenvolvido”, para além da grande quantidade de obras que se encontram neste momento a ser realizadas, com apoio comunitários, e vários projetos com a possibilidade de vir a arrancar no decorrer deste mandato.

Da parte da oposição, Gabriel Feitor considerou que o relatório de gestão manifesta as escolhas do executivo PS e que em algumas alíneas este poderia ter sido mais ambicioso, como no aumento dos acordos de execução com as juntas de freguesia. Mas acabaria a frisar os pontos positivos, como a realização de obras que eram uma necessidade sentida das populações, nomeadamente a requalificação da estrada da Serra de Santo António – Minde, constatando que o mote deve ser “fazer-se muito com pouco”.

PUB

Os Cidadãos por Alcanena terminaram por abster-se, sendo os documentos aprovados por maioria. O relatório de gestão de 2018 terá ainda que ser aprovado em Assembleia Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here