Alcanena | Criou-se a geminação sonhada pelo alcanenense Edmundo Lopes

Edmundo Lopes vive em França há 56 anos e há duas décadas que lutava por uma geminação entre Dampmart e Alcanena Foto: mediotejo.net

O município de Alcanena assinou na quarta-feira, 8 de maio, o protocolo de geminação com o município francês de Dampmart. Este era um projeto com duas décadas do alcanenense Edmundo Lopes, há 56 anos emigrado naquela região, que ao longo do tempo foi interpelando sucessivos presidentes de câmara para concretizar esta ambição. O acordo deu-se nas celebrações dos 105 anos da criação do concelho, num momento que registou alguma emoção.

PUB

Dampmart fica na zona da Disneyland Paris e é essencialmente um subúrbio da capital francesa, onde existe uma larga comunidade portuguesa já bastante integrada. Ex-empresário da construção civil, Edmundo Lopes, 79 anos, tinha há muito o sonho de criar uma parceira entre o município onde habita há meio século e aquele que o viu nascer, tendo chegado a impulsionar duas visitas a Dampmart do ex-presidente da Câmara de Alcanena, Carlos Cunha. O protocolo porém nunca seria finalizado.

protocolo foi assinado nos 105 anos do concelho de Alcanena Foto: CM Alcanena

Edmundo Lopes foi abordando sucessivos presidentes, de ambos os lados da fronteira, até que o atual presidente de Dampmart, Laurent Delpech, mostrou interesse em reativar o trabalho iniciado por Carlos Cunha, tendo visitado em 2018 Alcanena. Assim surgiu o acordo de geminação, para manifesta satisfação deste alcanenense radicado por terras gaulesas.

Potenciar a economia e as trocas culturais são para Edmundo Lopes as mais valias desta parceria. Dampmart fica nos arredores de Paris, na zona da Disneyland, “um sítio sossegado, sem confusões”, onde vive uma larga comunidade portuguesa. Há muitas possibilidades de interação entre ambos municípios, acredita.

A mesma perspetiva é partilhada por Laurent Delpech. Em declarações ao mediotejo.net, o autarca francês frisou o esforço de Edmundo Lopes por unir os dois concelhos. “Temos muitos portugueses. Vieram há 50 anos e ficaram, casaram com franceses. Houve grande integração. Hoje já não se nota a diferença. Quando há jogos de futebol é que nos apercebemos da quantidade de portugueses”, refletiu.

PUB

Para o presidente, uma das mais valias de Alcanena é a proximidade com Fátima. Existem ainda potencialidades de trocas económicas, ligadas à indústria de curtumes, e de intercâmbios de jovens. Este verão, adiantou, uma comitiva de Alcanena deverá visitar Dampmart. “Há grandes oportunidades de interação”, garantiu.

Já no seu discurso antes da assinatura do protocolo, a presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS), lembrou o esforço de Edmundo Lopes para unir os dois municípios e a história de emigração para França para marcou a região desde os anos 50/60.

“Os que se mantêm no país estão verdadeiramente integrados. Os que regressaram, regressaram bem e muitos deixaram lá as famílias”, constatou, “é por isso uma homenagem aos muitos emigrantes que partiram ao longo das décadas para procurar melhores condições de vida”.

“Mas a razão de acordo vai mais além”, afiançou, sendo desejo do município fortalecer laços ao mais variado nível, desde social, cultural económico ou desportivo. “Abrimos os braços ao município de Dampmart”, concluiu.

_

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here