Alcanena | Brass iT, o festival que promete marcar o fim do Verão

A banda de Minde Xaral's Dixie. Foto: Xaral's Dixie

Este é um festival para todos. Da comunidade de Minde para Minde e para os concelhos vizinhos de Porto de Mós e Torres Novas, chega também a Leiria no dia 21 de setembro, num festival de itinerância. O Brass iT promete surpreender pelo segundo ano consecutivo e nada melhor que aproveitar para descobrir os diferentes estilos e sons de Brass, mas também participar nos diversos workshops e atividades previstas. A 20 e 21 de setembro, todos os caminhos vão dar a Minde!

PUB

“Les traine savates” são os cabeça de cartaz do segundo festival Brass it e tem marcadas duas actuações em Minde, além de uma em Leiria. A banda francesa foi a primeira escolha da organização do festival, a associação Improviso Divergente que os traz a Portugal pela primeira vez.

“Ao vivo ainda é mais espectacular” do que conseguimos ver através dos vídeos, antecipa Pedro Félix, do Brass iT festival. “Tenho a certeza que vai ser uma surpresa bastante positiva”, acrescenta. A banda da qual faz parte, os Xaral’s Dixie já participou duas vezes no mesmo festival que a banda francesa, no Brass Festivel, em Inglaterra, e ficaram rendidos a ponto de os convidarem a vir a Minde. Pedro Félix destaca a “qualidade e inovação” que trazem a tipo de performance musical. “Foi a nossa primeira selecção e conseguimos, também com a boa vontade deles, que viessem.”

Além da banda francesa, há um programa que abrange diversos tipos de música em concertos e performances, inaugurada com a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Minde, onde se destaca também a El Puntillo Canalla Brass Band, da vizinha Espanha. A partir das 21h30, a 20 de setembro, no palco Fábrica, na Fábrica da Cultura. O programa inclui os Farratuga, bem como a Orquestra Intercâmbio CAORG+Ourearte.

No dia seguinte, 21 de setembro, a partir das 15h, no Palco Inatel, no Largo do Coreto, há música para bebés, atelier de dança, antes de subirem ao palco a Orquestra de Sopros-Canto Firme, os Babosa Band, os Khaganiçorchestra, Les traines savates e os Kumpania Algazarra.

PUB

Nestes dois dias de festival, haverá street food, workshop de fotografia, workshop de cozinha, sessão de Yoga para pais e filhos, num conjunto de propostas feitas para todas as idades e para permitir a pais e filhos participarem em conjunto.

Depois da primeira edição, as expectativas são altas, em relação ao público: “Se o ano passado foi uma surpresa, este ano vai aderir desde logo. Vai estar à espera do que as bandas de fora tragam ao festival”, afirma Pedro Félix.

Festival de Verão e de interação
O festival é de Verão e, logo no sábado, privilegia o sunset, para que o público possa aproveitar as atividades, antes dos concertos da noite. “Não é um festival de verão normal, mas específico para este tipo de bandas que cria uma grande empatia e uma grande interação com o público”, assinala o responsável do Brass iT.

O palco é a rua, a liberdade até onde os músicos querem ir e conseguem ir. A dinâmica inclui envolvimento com o público e interação. Ao mesmo tempo, este festival tem como objetivo “sensibilizar os grupos ou os que estão a pensar constituir grupos para uma realidade de evolução”.

O programa de excelência cria na organização expectativas “muito positivas” de uma grande afluência de público, não só da região, mas também de Lisboa e de Espanha.

Padrinho Babo(s)do
O Brass iT apadrinha o lançamento oficial dos Babosa band, uma banda de Minde, nesta segunda edição do festival. O espectáculo acontecerá no domingo à tarde, no Palco Inatel.

A banda é “constituída por jovens da nossa região que têm colaborado connosco”, aponta Pedro Félix. Trata-se de “um grupo com muito potencial, muita técnica musical, certa empatia com o público, e descontração”, explica o responsável. A banda “toca vários tipos de música”, e, com orgulho, realça Pedro Félix, “também temos um bocadinho de nós dentro deste projeto”.

Uma das atuações de 2018. Foto: Associação Improviso Divergente

Itinerância chega a Leiria
Além de Minde (no concelho de Alcanena), o Brass iT marca também presença os concelhos de Porto de Mós e Torres Novas. E nesta segunda edição chega a Leiria, a 21 de setembro.

É na baixa de Leiria, numa performance de itinerância, que vai poder ver e ouvir, bem como assistir ao espectáculo da banda internacional francesa “Les traines savates”. A animação vai passar pelas ruas do centro histórico, entre a praça Rodrigues Lobo e o mercado de Santana, possa apreciar. Garante Pedro Félix que será uma “surpresa bastante positiva”.

O Brass iT conta na sua segunda edição com apoios do Inatel e da Câmara de Municipal de Alcanena como main sponsors. O mediotejo.net é media partner, tal como a RTP2 e o Turismo de Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here