Alcanena | “A Fina da Aldeia” e “Portugal Farm experience” destacam-se a nível nacional

"A Fina da Aldeia" é uma marca de cerveja artesanal do concelho de Alcanena Foto: mediotejo.net

Dois projetos empreendedores do concelho de Alcanena chegaram à fase final de um projeto de aceleração de startups, nomeadamente a marca de cerveja artesanal “A Fina da Aldeia” e o projeto “Portugal Farm experience”. Na reunião camarária de 17 de dezembro, o executivo aprovou por um voto de congratulação.

PUB

Segundo leu a presidente da autarquia, Fernanda Asseiceira (PS), “a Territórios Criativos, empresa especializada em consultoria e formação no âmbito do empreendedorismo, e o Turismo de Portugal desenvolveram o “Tourism Up”, um programa de aceleração de âmbito nacional desenhado para apoiar empreendedores e startups, no desenvolvimento de propostas de valor nos setores do turismo e da valorização de produtos endógenos, potenciando as redes empreendedoras destes setores”.

Associando-se à iniciativa, o município recebeu uma das 30 oficinas de empreendedorismo programadas, a qual decorreu dia 8 de outubro de 2018.

“Com o objetivo de capacitar os participantes para a apresentação dos seus projetos, a oficina serviu também para escolher um dos cinco projetos apresentados localmente, como o representante de Alcanena a nível nacional”, referiu. O projeto vencedor foi “A Fina da Aldeia”, de Inês Caetano e Miguel Correia, que passou para a fase final.

Em segundo lugar ficou o projeto “Portugal Farm experience” de Estevão Anacleto, da freguesia de Bugalhos. “Por ser considerado diferenciador e com grande potencial no que diz respeito ao objeto do presente programa, o projeto “Portugal Farm Experience”, foi convidado a participar no Bootcamp, no qual foi selecionado para passar à fase final”, adiantou a presidente.

PUB

Dia 12 de dezembro, em Loures, decorreu a final do “Taste Up&Tourism Up”, onde estiveram as duas empresas de Alcanena, juntamente com cerca de 200 participantes de 45 municípios. A “Portugal Farm Experience” arrecadou o segundo lugar a nível nacional, que se traduz num apoio do Programa de Aceleração dos Territórios Criativos e do Turismo de Portugal e mil euros para lançamento ou apoio no negócio.

O executivo aprovou por unanimidade “um voto de Reconhecimento e Congratulação pelo lugar obtido neste concurso nacional, promovido pela Territórios Criativos e o Turismo de Portugal, no âmbito do FIT – Fostering Innovation in Tourism 2018”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here