Abrantes | Rotary Club apoia 52 alunos de ensino secundário e superior com bolsas de estudo

Foto: mediotejo.net

O Rotary Club de Abrantes procedeu à entrega de 52 bolsas de estudo, na tarde de sábado, dia 22, a alunos de Ensino Secundário e Ensino Superior do concelho. A cerimónia decorreu no Edifício Pirâmide e contou com auditório lotado para aplaudir estes jovens de mérito. Na mesa de oradores esteve Maria do Céu Albuquerque, presidente da CM Abrantes. O município é também um dos patrocinadores de bolsas, tendo entregue 30 este ano. A autarca referiu ser sua intenção aumentar este número já no próximo ano.

PUB

Júlio Miguel, presidente do Rotary Club de Abrantes (RCA), deu as boas-vindas aos presentes, notando ser “uma honra para o RCA poder acompanhar o vosso percurso escolar uma vez que todos vós são alunos excelentes e de elevado mérito escolar. Tudo de bom para vós e que os vossos objetivos sejam atingidos”, referiu.

O líder dos rotários abrantinos recorreu a apresentação projetada para dar ainda conta de alguns pormenores sobre o percurso do RCA no âmbito das bolsas de estudo, desde a sua criação em 1981. O Rotary Clube abrantino, ao longo dos seus 37 anos de existência, atribuiu 588 bolsas de estudo a alunos do ensino secundário e superior. Júlio Miguel salientou ainda o contributo do RCA para o sucesso a nível nacional da Fundação Rotária Portuguesa, que desde 1959 [59 anos de existência], já atribuiu 12 800 bolsas de estudo ao ensino secundário e superior.

Júlio Miguel explicou ainda que estas bolsas só são conseguidas através de patrocínio, notando que uma bolsa patrocinada trata de “uma bolsa de estudo atribuída pela Fundação Rotária Portuguesa que tem o apoio monetário de um clube rotário, uma pessoa singular – rotária ou não -, ou coletiva -empresas privadas ou públicas, designadamente Câmaras Municipais”, deixando o apelo, em jeito de desafio, aos bolseiros, para perceberem “que amanhã podem e devem ser patrocinadores.

“Porque se hoje têm o nosso apoio e o apoio da comunidade, claro que têm mérito para isso (…) mas quando tiverem a vossa vida profissional, e com muitos êxitos, não se esqueçam deste pormenor e ajudem (…) através de qualquer Rotary Club onde estiverem, no país ou em qualquer parte do mundo”, frisou.

PUB
Júlio Miguel, atual presidente do Rotary Club de Abrantes. Foto: mediotejo.net

O presidente do clube afirmou ainda que, este ano, conseguiram patrocínios para 52 bolsas, que incluem 18 novos bolseiros e 34 recandidaturas.

Por sua vez, Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes, disse na sua intervenção ser para o município “um privilégio poder contribuir para criar igualdade de oportunidades para todos e para todas, e a atribuição das bolsas de estudo é um fator claramente de trabalho contra a discriminação, nomeadamente no acesso à educação”, mencionou.

“A atribuição das bolsas é um incentivo, uma ajuda, para que as famílias tenham as melhores condições para que os seus educandos possam chegar mais longe”, notou.

Maria do Céu Albuquerque lembrou ainda que a autarquia atribui 30 bolsas para que todos “tenham as mesmas condições e não se sintam nas vossas escolas discriminados e que tenham condições para ir mais além e conseguirem concretizar os vossos objetivos individuais”.

“Mas também com o espírito, a consciência e a responsabilidade, que ao estarem a trabalhar no vosso projeto individual, para aumentarem as vossas competências para poderem aspirar a um futuro melhor, também estão  a contribuir para a vida da vossa comunidade”, sublinhou.

“Todos vós têm nas vossas mãos o vosso futuro, podendo fazer as opções se trabalharem mais, ou menos. E esse é o grande desafio”, disse, dirigindo-se aos bolseiros presentes, inspirando-se logo de seguida numa citação de Maria de Lourdes Pintasilgo, natural de Abrantes, Engenheira Química e a primeira mulher a desempenhar o cargo de Primeira-Ministra em Portugal.

“Eu pus no meu gabinete [nos Paços do Concelho] uma frase dela que diz assim: «Se queremos um futuro melhor, o futuro começa hoje e está nas nossas mãos». E este é o grande desafio que vos convido a levarem para a vossa vida”, concluiu a autarca, realçando que o sentimento de “gratidão” deve ser ponto assente entre os jovens apoiados, seja para com as famílias, como para os docentes e escolas, a comunidade.

“Não se esqueçam nunca de dizer obrigada”, lembrou.

Já em representação do Conselho de Administração da Fundação Rotária Portuguesa, Luís Valente enalteceu e agradeceu todo o trabalho que o Rotary Clube abrantino tem vindo a desenvolver, tendo igualmente prestado agradecimento aos patrocinadores das bolsas.

Dirigindo-se aos bolseiros, referiu que “o conhecimento será sempre um fator de desenvolvimento e diferenciador”, sendo esse o grande objetivo do movimento rotário: “proporcionar esse conhecimento do saber, e mais tarde, do complemento do saber-fazer”.

O administrador agradeceu ainda o “incremento” no apoio ao patrocínio de bolsas de estudo anunciado por Maria do Céu Albuquerque, agradecendo a cooperação.

Maria do Céu Albuquerque, presidente da CM Abrantes, anunciou o aumento do nº de bolsas patrocinadas pelo município. Foto: mediotejo.net

Após as intervenções, chegou o momento de entrega das bolsas de estudo aos bolseiros presentes, junto das bandeiras das instituições patrocinadoras.

No final do programa solene houve espaço para agradecer e distinguir aos 15 patrocinadores das bolsas de 2018/2019. A fechar, registo para pequenas intervenções de bolseiros contemplados, bem como a palestra “Bolsas: várias dimensões” pelo filósofo Mário Pissarra, orador convidado.

Estiveram também presentes na sessão o coordenador do projeto das Bolsas de estudos do Rotary Club de Abrantes, José Luís Silva, também na mesa de oradores, entre outros membros rotários abrantinos.

Já na plateia marcaram presença a vereadora da CM Abrantes com o pelouro da Educação e Ação Social, Celeste Simão, o Governador Assistente do Distrito 1960, Mário Simões, Manuel dos Santos, em representação da Assembleia Municipal de Abrantes, o Tenente Coronel João Carvalho, em representação do RAME, bem como representantes dos estabelecimentos de ensino do concelho, caso de Sofia Mota, diretora da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes/IPT, Jorge Costa, diretor do Agrupamento de Escolas nº1/Escola Secundária Dr. Solano de Abreu, e Nuno Gil, em representação do Agrupamento de Escolas nº2/Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes.

PUB
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here