Abrantes | Piedade Pinto e Isabel Cartaxo são as novas Conselheiras Locais para a Igualdade

Reunião de Câmara de Abrantes. Créditos: mediotejo.net

Os nomes das novas Conselheiras Locais para a Igualdade, Piedade Pinto e Isabel Cartaxo, de acordo com a nova legislação nacional emanada da Resolução de Conselho de Ministros, foram aprovados pela Câmara de Abrantes na reunião de executivo no dia 09 de julho.

PUB

Como conselheira externa foi indicado o nome de Piedade Pinto, enfermeira, membro da Rede Especializada de Intervenção na Violência – REIVA -, com formação especializada sobre as matérias em apreço. Como conselheira interna, foi indicado o nome de Isabel Cartaxo que é Chefe da Divisão de Intervenção Social, na Câmara Municipal de Abrantes.

Estas nomeações acontecem no âmbito do novo protocolo de cooperação, recentemente assinado com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que estabelece linhas orientadoras no âmbito da Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018/2030 – Portugal Mais Igual (ENIND), sendo que visam contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de direitos humanos, igualdade entre mulheres e homens, não discriminação e não-violência junto das populações.

Esta nova geração de protocolos pretende também alinhar o trabalho dos municípios com a Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação – Portugal + Igual, integrando temáticas que tradicionalmente alguns municípios ainda não trabalharam. Para além da indicação dos conselheiros (um externo e um interno), prevê também a criação uma Equipa para a Igualdade na Vida Local que vai acompanhar os protocolos estabelecidos e a sua implementação de forma a permitir a entrada de setores não clássicos na área de intervenção da Igualdade.

No caso de Abrantes, “a Câmara Municipal encontra-se na linha da frente em matéria de ações públicas junto da população, valendo-lhe o reconhecimento nacional através da atribuição do prémio ‘Viver em Igualdade’ conferido pela CIG”, refere a autarquia, em nota de imprensa.

PUB

Desse trabalho, “destaca-se, entre outras, a materialização do Plano Municipal para a Cidadania, Igualdade de Género e não Discriminação, o trabalho no âmbito do Gabinete de Apoio à Vítima ou o Serviço Municipal de Promoção da Cidadania e da Igualdade, a Rede Especializada de Intervenção na Violência de Abrantes e as ações de informação e sensibilização sobre Igualdades, Discriminação e Violência junto de vários públicos, incluindo as escolas, e em articulação com vários parceiros” acrescenta a mesma nota.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here