Abrantes | José Moura Neves é o novo presidente do Rotary Club

Rotary Club de Abrantes, transmissão de tarefas para o ano rotário. Créditos: mediotejo.net

José Guilherme Moura Neves assumiu funções de presidente do Rotary Club de Abrantes na sexta-feira, dia 28 de junho, na Quinta das Oliveiras, em Abrantes. Uma noite em que também o Rotaract Club de Abrantes e o Interact Club de Abrantes renovaram o Conselho Diretor para o ano rotário de 2019-20.

PUB

Com o presidente do ano rotário 2018-19, Júlio Miguel, a passar o testemunho ao seu sucessor, José Moura Neves, a cerimónia de transmissão de tarefas do clube rotário abrantino decorreu na presença de mais 70 rotários, não só do clube de Abrantes mas também de clubes de distritos vizinhos, nomeadamente de Portalegre, Almeirim e Entroncamento, e outros convidados, entre os quais o presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, o presidente da Câmara Municipal de Mação, Vasco Estrela, e a secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Maria do Céu Albuquerque.

No novo ano rotário, cujo lema é “O Rotary Conecta o Mundo”, Júlio Miguel fez um balanço do ano transato, em que lema foi “Seja a Inspiração”, para salientar as diversas atividades realizadas pelo Rotary Club de Abrantes, destacando quatro: “O curso de Liderança, que germinou o Interact e o Rotaract”, indicando que a X Edição já está garantida para decorrer no Regimento de Apoio Militar de Emergência (RAME) de 4 a 10 de setembro de 2019, as Bolsas de Estudo ao ensino secundário e superior, que “este ano foram entregues numa cerimónia pública aberta à comunidade e num total de 52 bolsas, sendo 30 da Câmara Municipal de Abrantes”, por protocolo estabelecido com o clube.

Rotary Club de Abrantes, transmissão de tarefas para o ano rotário. Créditos: mediotejo.net

Júlio Miguel adiantou que no próximo ano a autarquia já se comprometeu com 43 bolsas e que, em 38 anos de Rotary Club de Abrantes, o número de bolsas cedidas já totaliza 588 sendo “o clube em Portugal que mais bolsas de estudo atribui a alunos de elevado mérito escolar com algumas carências financeiras”, referiu, defendendo a continuidade do trabalho na procura de patrocinadores dessas bolsas.

Destaque ainda para as bolsas de Cabo-Verde e Ribeira Brava e o curso de Suporte Básico de Vida”, agradecendo ao Centro Hospitalar do Médio Tejo pela “vontade e contributo social à comunidade”, sendo, no entanto, muitas outras atividades referidas, como o combate à pólio, o resgate a Moçambique, a clínica Madrugada na Guiné os donativos na iniciativa Natal Solidário escolhendo uma instituição, em 2018 os bombeiros e a Casa de São Miguel.

PUB

Por seu lado, José Moura Neves, que já havia sido presidente do Rotary Club de Abrantes há 18 anos, destacou os valores humanitários para falar “na melhoria da qualidade de vida da comunidade onde estamos inseridos” e definiu os objetivos traçados pelo seu Conselho Diretor dentro de “um programa de continuidade” com a manutenção das atividades que consideram “chave”, designadamente o Curso de Liderança, as Bolsas de Estudo e o Suporte Básico de Vida.

Num trabalho que possa “fomentar o companheirismo, a amizade e outras valências profissionais, ou seja aumentar o quadro profissional” deixando uma palavra de “esperança” para os jovens fazendo votos que “o ano seja profícuo em colaborações”.

Rotary Club de Abrantes, transmissão de tarefas para o ano rotário. Créditos: mediotejo.net

Confessando “não ser uma pessoa muito expansiva” em público, José Moura Neves reconheceu voltar a assumir as rédeas do clube ser “uma grande carga mas muito gratificante. Ajudar os outros” algo que que lhe diz muito e que o emociona.

“Há 18 anos a atividade era muito diferente. Vamos manter o rumo traçado, nestes três anos somos três repetentes sendo eu o último e isso traz alguma continuidade no trabalho que temos vindo a desenvolver. O nosso principal enfoque é ajudar aqueles que mais necessitam nomeadamente na questão das Bolsas e de algumas associações que por sua vez prestam serviço na comunidade”.

Questionado sobre outras atividades, nomeadamente na área da saúde, que o Rotary Club de Abrantes possa abraçar, o presidente empossado não excluiu a possibilidade de apoio a desfibrilhadores em escolas ou recintos desportivos.

“Quem sabe! Os programas têm alguma continuidade mas também têm um fim”, disse, lembrando o projeto de rastreio visual que “acabou e imediatamente começou o suporte básico de vida. Quem sabe se no futuro não faremos um suporte básico de vida diferente, noutros moldes, quem sabe até preparar gente nas escolas para serem formadores dos alunos ou serem técnicos que possam utilizar esses desfribilhadores”.

A ideia de continuidade, no fundo, também passa pela “perspetiva de ir mais além. Acaba sempre por aparecer uma ideia, uma situação e damos o salto e vamos para a frente e estamos cá para isso”, garantiu o novo presidente.

A cerimónia foi ainda de passagem de testemunho do Conselho Diretor do Rotaract e do Interact, “uma força de juventude muito importante para o clube”, disse Júlio Miguel, ou seja, representando também a possibilidade de “incutir na juventude a ideia de cidadão do mundo e que podem ser rotários em qualquer parte do mundo”.

Rotary Club de Abrantes, transmissão de tarefas para o ano rotário. Créditos: mediotejo.net

O Rotary Internacional, fundado em 23 de fevereiro de 1905, como o próprio nome indica, trata-se de uma organização internacional dedicada à prestação de serviços humanitários e educacionais, constituído por pessoas que se preocupam, de forma voluntária, em melhorar a qualidade de vida dos seus semelhantes nas respetivas comunidades e em todo o mundo. O Rotary é uma entidade humanitária apolítica e sem vínculos religiosos, aberta a todos as culturas, raças ou credos.

O Rotary Club desenvolve projetos comunitários de prestação de serviços, apoia jovens no desenvolvimento da sua educação escolar e profissional e fomenta o companheirismo como elemento capaz de criar novas amizades e proporcionar oportunidades de servir de acordo com o lema de Rotary: “Dar de si antes de pensar em si”.

Assim, o Conselho Diretor 2019-20 do Rotary Club de Abrantes é composto por: José Guilherme Moura Neves (presidente); Júlio Ferreira Miguel (past presidente); Joaquim Melo dos Santos (presidente eleito); José Freire Rodrigues (vice presidente); Leal Marques Neto (secretário); Paulo Lopes de Sousa (tesoureiro); e Luís Miguel Damas (diretor de protocolo).

Rotary Club de Abrantes, transmissão de tarefas para o ano rotário. Atribuição de donativo à Centro de Apoio aos Idosos da Freguesia de Rio de Moinhos. Créditos: mediotejo.net

Mas a cerimónia de transmissão de tarefas estendeu-se também ao Interact Club de Abrantes e ao Rotaract Club de Abrantes. No Interact, Sara Proença assumiu na sexta-feira a presidência e no Rotaract foi a vez de Carolina Peres. De notar que o Interact mereceu do Rotary Internacional uma Menção Presidencial ao atingir as nove atividades programadas no ano rotário de 2018-19.

Sara Proença assumiu o cargo “com algum receio”, confessou, mas acredita ser uma responsabilidade “benéfica em termos pessoais e que me ajude bastante a crescer. Penso que irá ser uma experiência bastante enriquecedora”, disse.

Os objetivos do Conselho Diretor do Interact passam por “trazer pessoas mais novas para o clube porque temos muitas pessoas que vão para a universidade e não estão em Abrantes a tempo inteiro e faz-nos falta pessoas mais novas que tragam outras perspetivas, outros contextos, outros planos de fundo, outra forma se viver e experiências. Devemos empenhar-nos em atividades que tragam outras pessoas”, defendeu Sara, considerando “benéfico” a continuação das visitas à Casa de São Miguel.

Por seu lado, Carolina Peres, a nova presidente do Rotaract diz ter começado esta aventura há seis anos num Curso de Liderança e como objetivos para o novo ano rotário pretende “reestruturar” o Rotaract. Isto porque dos três é o clube “com mais elementos espalhados pelo País” e, portanto, o desígnio passa por “encontrar novas pessoas, dar nova vida ao grupo, novas ideias”, refere, esperando “estar à altura do desafio”.

Rotary Club de Abrantes, transmissão de tarefas para o ano rotário. O past presidente e o atual com as esposas. Créditos: mediotejo.net

Assim, o Conselho Diretor 2019-20 do Rotaract Club de Abrantes é composto por: Carolina Peres (presidente); José Pereira (past presidente); Filipe Varino (vice presidente); Diogo Ferreira (secretário); José Pereira (tesoureiro); e Afonso Pereira (diretor de protocolo).

Já o Interact Club de Abrantes tem Conselho Diretor 2019-20 constituído por: Sara Proença (presidente); Diogo Gil (past presidente); Beatriz Fontes (vice presidente); Diogo Gil (secretário); Miguel Batista (tesoureiro); e Mariana Claro (diretor de protocolo).

Durante a cerimónia Leonor Falcão, presidente do Rotaract em 2017, entregou um donativo (uma arca congeladora e um televisor) ao Centro de Apoio aos Idosos da Freguesia de Rio de Moinhos na pessoa do presidente da instituição. Esta ação “revela a forte vertente de responsabilidade social que este grupo evidencia”, notou João Paulo Rosado.

PUB
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here