Abrantes | Incêndio com alguns reacendimentos mas sem frentes ativas

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes disse esta manhã de sábado ao mediotejo.net que o incêndio que lavra neste concelho do Médio Tejo desde quarta-feira está “sem frentes ativas”, apesar de alguns reacendimentos noturnos prontamente resolvidos.

PUB

As perspetivas são esta manhã mais favoráveis a um combate que não tem sido nada fácil, tendo António Manuel Jesus perspetivado que até à hora de almoço o incêndio possa entrar em fase de resolução.

Um incêndio em resolução significa, de acordo com a Proteção Civil, que não há perigo de propagação além do perímetro já atingido.

O incêndio, que deflagrou às 18:14 de quarta-feira em Aldeia do Mato, União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, no concelho de Abrantes, mobilizava por volta das 10:30, um total de 544 operacionais, apoiados por 187 viaturas e um meio aéreo.

“O trabalho no terreno está a ser feito com várias máquinas de rastos, para fazer aceiros, rescaldo, consolidação e vigilância, também com o apoio de meios aéreos, apagando e resolvendo de imediato reacendimentos e pequenos focos de incêndio”, disse ainda o comandante dos bombeiros de Abrantes.

A autoestrada 23 (A23), que esteve cortada nos acessos a Rio Moinhos, na zona de Abrantes, foi reaberta às 00:43, segundo fonte da Proteção Civil nacional.

Segundo se podia ler na página da Proteção Civil na internet, cerca das 10:30, estavam cortadas a Estrada Nacional (EN) 3 e a Estrada Municipal (EM) 544.

Sexta-feira foi o dia do ano com mais incêndios em Portugal – Proteção Civil

Sexta-feira foi o dia deste ano em que Portugal registou mais incêndios, num total de 220 ocorrências, das quais 60 apenas no distrito do Porto, informou hoje a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

No primeiro ‘briefing’ do dia, a adjunta de operações da ANPC, Patrícia Gaspar, revelou que estão neste momento dez incêndios em curso, com o fogo em Abrantes, distrito de Santarém, a continuar a preocupar as autoridades, depois de no final da tarde de sexta-feira ter estabilizado, antes de o cenário se agravar.

Das 220 ocorrências registadas na sexta-feira, um novo máximo diário, os operacionais conseguiram dominar grande parte.

Segundo Patrícia Gaspar, todos os grupos de reforço estão empenhados no combate aos incêndios, como um avião marroquino, ao qual se deverão juntar hoje dois aviões Canadair oriundos de Espanha.

Em relação à previsão meteorológica, hoje e no domingo deverão manter-se o tempo seco, as temperaturas elevadas e o vento.

A propósito do vento, Patrícia Gaspar sublinhou que este tem favorecido o desenvolvimento de incêndios, com rajadas de 60 quilómetros por hora e que provocam novas projeções.

A adjunta de operações da ANPC revelou ainda que os sapadores florestais de Alvaiázere que sofreram um acidente de trânsito quando combatiam o incêndio que se regista naquele concelho estão bem e foram assistidos no local logo após o capotamento lateral do carro.

Questionada sobre eventuais falhas no Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), Patrícia Gaspar revelou que se têm verificado “constrangimentos pontuais”, os quais não tiveram impacto de maior, e que os meios móveis têm sido acionados.

As falhas, entretanto colmatadas, foram sentidas nos incêndios de Abrantes, Cantanhede e Mealhada.

Patrícia Gaspar reforçou o apelo da Proteção Civil para que a população adote comportamentos que previnam os fogos, lembrando que só na sexta-feira e no espaço de duas horas foram registados mais de oito incêndios florestais na zona do Pombal.

c/LUSA

COMPARTILHE
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.
Artigo anteriorEntroncamento | Quatro pessoas presas no elevador da estação
Próximo artigoOurém | Jovem desaparecida vista a caminho de Santarém

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here