Abrantes | Cinema feito por cá vai estar no DOCLisboa e na Festa Mundial da Animação

O filme "Harmos" pode representar um novo Prémio Nacional da Animação para a Associação Palha de Abrantes. Foto: DR

O concelho de Abrantes continua a afirmar-se ao nível da produção cinematográfica e a confirmá-lo estão a seleção do documentário “A Malta da Farda Azul”, de Margarida Cartaxo e Bruno Ganhão, para o DOCLisboa, assim como a nomeação do filme “Harmos”, orientado por Tânia Duarte e Ícaro Pinto, que pode levar a Associação Palha de Abrantes a conquistar um novo Prémio Nacional da Animação durante a Festa Mundial da Animação.

O documentário “A Malta da Farda Azul” (‘30), realizado por Margarida Cartaxo e Bruno Ganhão, apresenta o passado e o presente da CUF – Companhia União Fabril no próximo dia 23 de outubro na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge, em Lisboa, partindo dos testemunhos daqueles que outrora trabalharam no complexo industrial localizado em Alferrarede.

O filme é exibido durante a décima sexta edição do DOC Lisboa – Festival Internacional de Cinema, que decorre entre os dias 18 e 28 de outubro, no final da segunda sessão de dia 23, marcada para as 16h15, em que também são exibidos “Roteiro das Almas” (16’), de Afonso Rapazote, “Song of the Bell” (18’), de Hosein Jalilvand, “Terra Preta” (16’), de Francisco Fidalgo, e “After the Fire” (10’), de Ahsan Mahmood Yunus.

PUB

Por sua vez, a nomeação do filme “Harmos” para a quinta edição do Prémio Nacional de Animação, na categoria “Filmes de Oficina”, renova o reconhecimento da entidade organizadora, a Casa da Animação, do trabalho realizado pela Palha de Abrantes – Associação de Desenvolvimento Cultural e faz parte da short list da décima sexta edição da Festa Mundial da Animação.

No ano passado, a curta-metragem de animação “Da Janela da Minha Escola”, realizada pelos alunos do 3º ano da Escola EB1 de São Miguel do Rio Torto venceu na mesma categoria entre os 18 trabalhos que estavam a concurso, também nas categorias de “Filmes de Profissionais” e “Filmes de Escolas”. Este ano, a primeira etapa está superada, destacando-se entre os 50 trabalhos inscritos.

PUB
Alunos da Escola EB1 de São Miguel do Rio Torto durante a criação da curta-metragem vencedora em 2017. Foto: DR

O troféu e o prémio no valor de €500,00, associados a esta categoria, são disputado com os filmes “A Ilha dos Doces”, da Casa Museu de Vilar (Lousada), “Histórias Contadas” e “O Pão Que o Mar traz”, ambos da ANILUPA – Centro Lúdico de Imagem Animada (Porto), “Menos é Mais”, da Cinanima e Centro de Artes de Águeda, e “Rodar”, do Cineclube de Avanca.

A estes reconhecimentos pode juntar-se o Prémio do Público, no valor de €750,00, que é atribuído a nível nacional pelas plateias das sessões competitivas promovidas no país pelos parceiros da iniciativa. Os vencedores são conhecidos durante a Festa Mundial da Animação, que tem lugar em Portalegre entre os dias 28 de outubro e 02 de novembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here