Abrantes | Centro histórico (muito) mais doce este fim-de-semana (c/fotos e vídeo)

foto: mediotejo.net

A Feira Nacional de Doçaria Tradicional arrancou na sexta-feira à tarde em Abrantes e prolonga-se até este domingo. O Jardim da República, sítio habitualmente cosmopolita tal como a sua envolvente no centro histórico, acolheu os cerca de 30 doceiros que vêm de todo o país, incluindo as ilhas, para dar a provar iguarias gastronómicas de fazer crescer água na boca. Este fim-de-semana será difícil controlar calorias em Abrantes onde a mítica Palha, as broas fervidas, as tigeladas, os ovos moles, o pão-de-ló, os licores e bolachas, entre tantos outros… vão piscar-lhe o olho das bancadas.

PUB

Este certame, que já rodou alguns dos locais mais emblemáticos da cidade, caso do antigo Mercado Municipal, continua a aglomerar doces de vários pontos do país, bem como oficinas, demonstrações de doçaria ao vivo, com alunos da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes, exposições, animação infantil e música tradicional portuguesa.

O comércio tradicional envolveu-se nesta onda de doçura e decorou as suas montras com elementos alusivos à doçaria típica. No Jardim, está patente a exposição escolar “O Palhinhas”, com os trabalhos manuais alusivos à mascote feitos pelos alunos do concelho. As crianças não ficam de fora, com vários momentos de animação infantil, havendo no domingo à tarde, a partir das 15h00, o desfile escolar de “Palhinhas” do Ensino pré-escolar e 1.º Ciclo de Abrantes.
Também a música será presença assídua, com a realização do VI Encontro de Música Tradicional Portuguesa e do Encontro de Tocadores de Instrumentos Tradicionais. Também a BIA – Biblioteca itinerante de Abrantes, estará disponível aos interessados, com uma mostra bibliográfica.

Abrantes – Maria do Céu Albuquerque fala à comunicação social na abertura da Feira Nacional de Doçaria Tradicional, que decorre até domingo no centro histórico da cidade. Dia que é também assinalado pela reeleição da autarca abrantina enquanto presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 27 de Outubro de 2017

Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, inaugurou esta edição da Feira de Doçaria na tarde de sexta-feira, prestando agradecimentos aos doceiros “que vieram de todo o país, incluindo da Madeira e dos Açores, aqui para partilharem connosco as iguarias que sabem fazer e que são a referência gastronómica da nossa tradição em matéria de doces e doces conventuais”, fazendo referência aos que já participam no certame “há 16 anos consecutivos”.

PUB
Mostra de doçaria confecionada pelos alunos da EPDRA. Foto: CMA

“Estamos todas e todos implicados e implicadas para o sucesso desta organização, os doceiros, os co-participantes, e nós enquanto cidadãos do nosso concelho para estimularmos a nossa identidade, tendo por base os nossos produtos locais, mas também para estimularmos o crescimento da nossa economia, tendo por base os nossos produtos endógenos”, afirmou, fazendo referência ao novo concurso apresentado por Pedro Saraiva, diretor executivo do Tagusvalley.

“Food Fab Lab”,  a primeira edição do prémio, lançado na sessão de abertura da 16ª Feira de Doçaria Tradicional, tem a concurso prémios no valor total de 7.300€, para a apresentação de novos produtos alimentares, doces ou salgados.

PUB
Pedro Saraiva, diretor executivo do Tagusvalley, fez o lançamento sucinto sobre o primeiro prémio FOOD FAB LAB, que pretende encontrar 4 produtos locais que se destaquem. foto: mediotejo.net

Pedro Saraiva fez notar que “este concurso tem precisamente o objetivo de acolher pessoas, singulares ou empresas, para apresentarem os seus produtos, até dia 12 de dezembro, aqui no stand da Tagusvalley ou no site, através de formulário específico, apresentando os seus produtos, doces ou salgados, para avaliarmos diversos aspetos”.

O objetivo é “promover, valorizar e dar a oportunidade a quem tem os seus produtos em casa, que muitas das vezes não são conhecidos ou estão ainda numa pequena escala, e que podem ainda vir a ser comercializados”, disse.

Aberto a qualquer pessoa a título individual ou empresa este concurso visa premiar novos produtos que possam dar resposta aos desafios e atuais tendências de consumo. Os produtos serão avaliados em três categorias com a atribuição de prémios pelo seu caráter inovador, potencial de mercado e paladar.

Tal como o serviço com o mesmo nome disponibilizado no INOVLINEA – Centro de Transferência de Tecnologia Alimentar do TAGUSVALLEY, este concurso pretende fomentar o desenvolvimento de novos produtos, catalisar o arranque de projetos de transformação alimentar assim como potenciar a economia e inovação no setor.

Abrantes – Maria do Céu Albuquerque inaugura 16a edição da Feira Nacional de Doçaria Tradicional a decorrer no Jardim da República, em pleno centro histórico da cidade.

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 27 de Outubro de 2017

Quanto à programação, este sábado a abertura deu-se pelas 10h00, contando com iniciativas complementares dos vários agentes relacionados com o evento, nomeadamente concertos no âmbito do VI Encontro de Música Tradicional Portuguesa, bem como atuação da banda de tributo “A Kind of Queen”.

O desporto também não ficou de fora, e como tal, entre as 21h00 e as 22h30, o COA organizou a Caminhada Night Urban “Os Palhinhas” pelo centro histórico. À semelhança de anos anteriores, mas com percurso renovado, também os Branquinhos do Pedal, da ACDR Chainça, convidaram a pedalar no domingo de manhã “Na Rota da Palha de Abrantes”, com ponto de partida pelas 9h00 no Jardim da República, num percurso de cerca de 25/30 km de dificuldade fácil/média e que admitia participantes a partir dos 12 anos.

Para não perder pitada, consulte o programa completo em http://cm-abrantes.pt/index.php/pt/agenda/456-xvi-feria-nacional-de-docaria-tradicional

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here