Abrantes | Bruno Tomás (PS) recandidata-se à maior União de Freguesias do concelho

O socialista Bruno Tomás, militante de base, 34 anos, presidente da Comissão Política Concelhia (CPC) do PS e atual presidente da União de Freguesias de Abrantes (S. João, São Vicente) e Alferrarede, que agrega um total de 18 400 habitantes e 47% da população de todo o concelho de Abrantes, vai recandidatar-se a um segundo mandato nas listas do PS nas eleições autárquicas que se realizam este ano, ainda em data a definir e sempre sob a máxima “Juntos somos mais fortes”.

PUB

Em declarações ao mediotejo.net, Bruno Tomás, natural de Vale de Zebrinho, Abrantes, disse que “ainda há muito trabalho para fazer” nesta União de Freguesias, e “enquanto líder desta equipa”, eleita em outubro de 2013. Questionado sobre se aceitaria ser vereador da equipa liderada por Maria do Céu Albuquerque, que já anunciou a sua recandidatura à Câmara de Abrantes pelo PS, Bruno Tomás foi perentório: “se fosse convidado não aceitaria porque gosto mesmo de ser presidente de junta”.

Em termos de objetivos, e na qualidade de líder dos socialistas de Abrantes, Bruno Tomás disse que o objetivo para estas eleições é “manter a maioria absoluta na Câmara e na Assembleia Municipal”, tendo lembrado ainda que o PS gere 10 das 13 freguesias que compõem o município: “queremos apresentar os melhores candidatos e os melhores equipas” para “manter ou aumentar o número de freguesias” geridas pelo PS, afirmou.

Nesse sentido, acrescentou, “os atuais presidentes de junta serão todos reconduzidos como candidatos do PS, desde que não manifestem indisponibilidade, e num processo que ainda está a decorrer”.

Relativamente à União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede, a cuja gestão se recandidata para um novo mandato de 4 anos, Bruno Tomás destacou a necessidade de “uniformizar procedimentos, arrumar a casa e unir as freguesias”, tendo em conta que foi no ano que venceu as eleições que decorreu a reforma administrativa que conduziu à extinção e agregação de freguesias. Neste caso concreto, agregou, sendo a sua dimensão territorial e populacional superior a muitos concelhos do Médio Tejo.

Com um orçamento anual na ordem dos 750 mil euros, 18 funcionários no quadro de pessoal, entre administrativos e operacionais, e mais cerca de 30 pessoas no âmbito de programas ocupacionais, a “marca da proximidade” é a “mais valia desta agregação territorial em que todos são tratados da mesma forma”, destacou Bruno Tomás, tendo apontado para um “trabalho muito direcionado para as franjas populacionais (crianças, jovens e idosos), a conservação e manutenção das escolas, que obriga a uma grande logística e a um grande trabalho de equipa, e o trabalho no espaço público e no fomento de uma boa vizinhança”, com a “criação de espaços fitness, grelhadores comunitários e parques infantis”, entre outros.

Se for eleito, Bruno Tomás quer dar continuidade ao “trabalho de proximidade e de criação de relações de boa vizinhança e de espaços públicos de partilha”, tendo referido que vai apresentar um “programa muito concreto ao nível da ação social, desporto de formação, atividades culturais, e reforço da marca de proximidade”. Também ao nível da Proteção Civil, revelou, a União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede “vai ser pioneira no acolhimento de um dos Núcleos Locais de Proteção Civil, a partir de 15 de maio, a instalar na localidade de Sentieiras”.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here