Abrantes | Bombeiros partem em missão empenhados em ajudar povo de Moçambique (c/vídeo)

Foi com espírito de missão, orgulho, profissionalismo e alguma emoção que José Luís Rosa e Pedro Viana, os dois bombeiros da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Abrantes, se despediram na sexta-feira dos seus camaradas e das suas famílias para embarcar para a região da Beira, em Moçambique.

PUB

Os dois operacionais integram uma equipa de 19 bombeiros de oito corporações do distrito de Santarém que embarcou na sexta-feira, dia 22 de março, para Moçambique, integrando o dispositivo nacional de socorro na sequência do ciclone Idai que afetou aquele país.

O Presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Valamatos, deslocou-se ao quartel dos Bombeiros de Abrantes para despedir-se e deixar algumas palavras de incentivo dos bombeiros José Luís Rosa (chefe) e Pedro Viana (sub-chefe).

Pedro Viana e José Luís Rosa, bombeiros da AHBVA, partiram para Moçambique. Foto: mediotejo.net

Os dois bombeiros abrantinos, técnicos de socorro em emergência hospitalar, detêm a especialidade de mergulhador e de manobrador de embarcação de emergência e levam consigo uma embarcação, a exemplo das oito corporações adstritas a esta missão.

O tempo desta operação coordenada pela Autoridade Nacional de Proteção Civil será de 15 dias, estando os Bombeiros de Abrantes preparados com mais uma equipa de reforço ou rendição, caso seja solicitada nova intervenção.

PUB
Manuel Valamatos, presidente CM Abrantes, foi despedir-se dos bombeiros. Foto: mediotejo.net

Os operacionais e equipamento das corporações de Alpiarça, Cartaxo, Vila Nova da Barquinha, Benavente, Pernes, Tomar e Santarém partiram naquela noite num avião militar C-130, rumo a Moçambique.

Presentes na hora da despedida estiveram também o presidente da Direção da AHBV de Abrantes, que preside também à Federação dos Bombeiros do Distrito de Santarém, o comandante e o segundo comandante da corporação dos Bombeiros de Abrantes, além de camaradas da corporação e alguns familiares.

Foto: mediotejo.net

Os dois bombeiros partiram do Aeroporto de Figo Maduro, no âmbito do apoio disponibilizado por Portugal aquele país africano, na sequência da catástrofe natural que atingiu a antiga colónia portuguesa na última semana.

O abraço entre camaradas. Foto: mediotejo.net

A ajuda humanitária, que decorre do pedido de assistência internacional formulado pelas autoridades Moçambicanas via Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia, enquadra-se no auxílio externo que Portugal tem vindo a prestar no âmbito do esforço internacional de ajuda a Moçambique.

O Idai, com fortes chuvas e ventos de até 170 quilómetros por hora, atingiu a Beira (centro de Moçambique) na noite de 14 de março, deixando os cerca de 500 mil residentes na quarta maior cidade do país sem energia e linhas de comunicação.

No âmbito das suas funções como Presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil, Miguel Borges esteve em Almeirim, onde participou na saída do dispositivo de bombeiros do Distrito de Santarém para a missão humanitária em Moçambique. Foto: DR
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here