Abrantes | Bombeiros da região partem para Moçambique em missão de ajuda

Foto: DR

Dois bombeiros da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Abrantes integram uma equipa de operacionais do distrito de Santarém que embarca esta sexta-feira, dia 22 de março, para Moçambique, integrando o dispositivo nacional de socorro na sequência do ciclone Idai que está a afetar aquele país.

PUB

A corporação dos Bombeiros de Abrantes será uma das oito corporações de Bombeiros do distrito de Santarém que integra o dispositivo de ajuda a Moçambique e que abarca ainda operacionais e equipamento das corporações de Alpiarça, Cartaxo, Vila Nova da Barquinha, Benavente, Pernes, Tomar e Santarém.

Os bombeiros José Luís Rosa (chefe) e Pedro Viana (sub-chefe), técnicos de socorro em emergência hospitalar, levam uma embarcação e detêm a especialidade de mergulhador e de manobrador de embarcação de emergência.

Contactado pelo mediotejo.net, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes (AHBVA), João Furtado, disse que a missão terá a “duração previsível de 15 dias” para estes dois operacionais, estando já “cinco outros bombeiros em reserva estratégica”.

“O chefe José Luís já tem experiência no terreno, uma vez que esteve numa missão em situação equivalente, e estamos preparados para disponibilizar mais operacionais e mais equipamento se for necessário”, referiu aquele responsável.

PUB

João Furtado disse ainda que a AHBVA está a articular com a Câmara de Abrantes, juntas de freguesia do concelho e Cruz Vermelha uma campanha de recolha de donativos e bens alimentares não perecíveis para enviar para Moçambique.

Abrantes abre campanha de apoio a Moçambique

Nesse sentido, a Câmara Municipal de Abrantes e as Juntas de Freguesia do Concelho deram conta que vão apoiar Moçambique através de uma campanha de apoio às vítimas do Ciclone Idai, com a recolha de donativos em géneros mais prioritários para as populações afetadas.

Em comunicado, a autarquia apela à solidariedade de todos no sentido de ajudar esse país irmão nesta fase difícil. De acordo com as autoridades moçambicanas, os donativos mais prioritários são os seguintes:

Medicamentos (essencialmente para infeções gastrointestinais e analgésicos); Produtos alimentares (enlatados com período de validade prolongado); Produtos para tratamento da água; Produtos de higiene pessoal; Produtos de limpeza de instalações.

Os pontos de entrega são: Quartel dos Bombeiros de Abrantes e Juntas de Freguesia do Concelho.

Proteção Civil envia missão humanitária para Moçambique

O Governo Português, através da Autoridade Nacional de Proteção Civil, envia já esta quinta-feira, dia 21 de março, para Moçambique, uma equipa avançada de peritos multidisciplinares que integra elementos de Comando da ANPC, da Força Especial de Bombeiros, da Guarda Nacional Republicana (UEPS – Unidade de Emergência de Proteção e Socorro e binómios de busca e socorro), do INEM e da EDP.

Esta equipa irá participar nas operações de socorro na sequência do ciclone Idai que afetou este país. A missão, coordenada pela ANPC, segue a bordo de um avião C-130 da Força Aérea Portuguesa que partirá do AT 1 (Aeroporto Militar de Figo Maduro) esta noite, pelas 22 horas.

Portugal disponibiliza também um conjunto de materiais destinados a apoiar as populações afetadas (kits alimentares, kits de higiene e esteiras). A bordo do C130 seguem, ainda, equipamentos de apoio logístico à missão portuguesa, mas também de apoio à missão consular do Ministério dos Negócios Estrangeiros e de apoio ao Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses.

A ajuda humanitária, que decorre do pedido de assistência internacional formulado pelas autoridades Moçambicanas via Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia, enquadra-se no auxílio externo que Portugal tem vindo a prestar no âmbito do esforço internacional de ajuda Moçambique.

Encontra-se em aprontamento uma segunda equipa multidisciplinar alargada que integra elementos da Força Especial de Bombeiros, da Guarda Nacional Republicana e Bombeiros de corporações do distrito de Santarém, além de diverso material de apoio a emergências, que previsivelmente partirá amanhã, dia 22 de março, para Moçambique.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here