Abrantes | AHBV passa ‘Carteira Profissional  de Bombeiro’, com reconhecimento europeu

A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Abrantes,  enquanto entidade formadora certificada assinou um protocolo com o  Instituto de Emprego e Formação Profissional de Abrantes e o Instituto  Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim (ambos Centro Qualifica) com o  objetivo de certificar profissionalmente os Bombeiros do Médio Tejo ou  de outras regiões do país que pretendam obter a ‘Carteira Profissional  de Bombeiro’, com reconhecimento europeu.

PUB

O primeiro grupo de Bombeiros a ser certificado inicia o processo esta segunda-feira, dia 16 de outubro, nos Bombeiros de Abrantes, e é constituído por bombeiros de Abrantes, Sardoal e Bucelas. Quem quiser, ainda pode tentar inscrever-se nesta sessão.

O projeto desenvolve-se no âmbito do sistema de Reconhecimento,  Validação e Certificação de Competências (RVCC) do referencial de  Bombeiro (nível 2).

Os Bombeiros interessados em obter a Carteira Profissional de Bombeiro  terão de preencher uma ficha de inscrição, apresentar os dados do  Cartão de Cidadão, o Certificado de Habilitações e o seu Currículo. As habilitações mínimas para frequentar este RVCC são o 9º ano.

Após a primeira sessão os formandos terão de apresentar todos os  certificados comprovativos das formações que foram fazendo ao longo da  sua carreira de Bombeiro que irão ser submetidos à análise de quatro formadores profissionais, os quais, para além de reconhecer e validar  as competências operacionais dos Bombeiros, poderão dar a formação  necessária para completar o referencial do processo.

Esses avaliadores/formadores são: Adelino Gomes, comandante dos  Bombeiros Voluntários de Constância; Carlos Gonçalves, comandante dos  Bombeiros Municipais de Tomar; Guilherme Isidro, comandante dos  Bombeiros Voluntários de Ourém, ex-2º comandante da Força Especial de  Bombeiros (FEB); Cristina Almeida, oficial-bombeira dos Bombeiros  Voluntários de Bucelas, licenciada em Psicologia, pós-graduada em  Recursos Humanos, a que se juntarão João Furtado, presidente da direção da AHBVA, e outros avaliadores/formadores.

O processo de RVCC já foi feito pela Escola Nacional de Bombeiros em 2012, mas com extinção dos Centros de Novas Oportunidades não foi  concluído, ficando muitos bombeiros por certificar.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here