À Descoberta | Fauna do Médio Tejo

O momento em que um abelharuco captura uma abelha em voo, em Montalvo, Constância. Foto: Flávio Catarino

O abelharuco-comum ou abelharuco-europeu (Merops apiaster) é uma ave da família Meropidae, migratória, com duas populações indistinguíveis em aspecto, mas diferenciadas pela distribuição geográfica.

O abelharuco-comum é uma ave de médio porte, com 25 a 30 cm de comprimento. É muito colorido, com plumagem de cores vistosas: o dorso é castanho escuro na zona da cabeça, com gradação para amarelo para a área posterior e asas; a garganta é amarela, com uma bordadura fina de negro; o peito e zona ventral é azul claro; as asas são verdes com uma mancha central castanha-clara; e tem uma máscara negra em torno dos olhos.

O abelharuco-comum alimenta-se de insectos, principalmente de abelhas, vespas, térmitas e gafanhotos, capturando-os em voo, frequentemente bastante alto.

A época de reprodução decorre entre setembro e dezembro nas populações que convergem para o sul de África. Na Europa, a reprodução ocorre em maio e junho. O seu ninho é construído no interior de um túnel, escavado pelo casal no solo ou em bancos arenosos de rios, e pode atingir os 2 metros de comprimento.

Em Portugal, a sua distribuição coincide com as zonas de maior influência mediterrânica, sendo comum no Alentejo e Algarve, e nas zonas mais áridas do Ribatejo e da Beira Baixa.

PUB

Foto captada em Montalvo, Constância, em junho de 2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here