“A antiga ponte do Vale da Ursa”, por Sartagografia

Foto da autoria de Olímpio Craveiro, datada de meados da década de 1950. Nesta altura, a nova ponte (em segundo plano na fotografia) estava em fase de conclusão e a antiga (em primeiro plano) ainda era a usada.

Quem hoje atravessa a ponte do Vale da Ursa, que liga os concelhos da Sertã e de Ferreira do Zêzere, está longe de imaginar que uns metros mais abaixo, em pleno rio Zêzere, se encontra submersa a antiga ponte que possibilitava esta mesma travessia, no final do século XIX.

PUB

É esta antiga ponte que aqui hoje evocamos. Inaugurada em 1885, pelo então ministro das Obras Públicas, Fontes Pereira de Melo, a ponte do Vale da Ursa tinha cerca de 20 metros de altura e foi o último troço a ser construído da Estrada Real, que ligava Tomar ao concelho da Sertã.

A construção desta estrutura arrastou-se durante alguns anos, devido a problemas com o financiamento e com a própria conceção da obra. Mesmo a inauguração, prevista inicialmente para 15 de novembro de 1884, foi adiada por duas vezes.

Esta ponte foi decisiva para o desenvolvimento desta região, sobretudo da freguesia de Cernache do Bonjardim, que passava a estar ligada a Ferreira do Zêzere, onde muito dos seus habitantes tinham interesses económicos.

Além disso, a diligência, que ligava Sertã a Tomar e que fazia o serviço de correio e de transporte de mercadorias e pessoas, passou a poder atravessar de forma segura o rio Zêzere. Até então, era obrigada a atravessar a vau este curso de água. A viagem de diligência entre Tomar e a Sertã durava cerca de sete horas.

PUB

A antiga ponte do Vale da Ursa, submersa desde a década de 1950 devido à construção da Barragem de Castelo do Bode, continua a despertar grande interesse. De acordo com investigações recentes, a ponte encontra-se a pouco mais de nove metros da superfície, apesar desta medida poder variar consoante o leito da albufeira.

Para mais informações sobre esta e outras matérias, consulte www.sartagografia.pt.

PUB

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here